E às vezes, recordando feliz mocidade Canto uma sodade que mora em meu peito (O Poeta da Roça – Patativa do Assaré) De tudo que de mim disserem, não tenha receio em acrescentar mais, para qualquer direção que melhor lhe convier. É, se assim, lhe parece, nos lembra o bardo […]

1

É a consciência que nos faz mortais. Ao ter consciência nos tornamos superiores aos demais seres, ao mesmo tempo nos tornamos menores, pois, sabemos, que teremos um fim. A finitude faz dos humanos (as) criaturas cheia de luz e tristeza, a primeira por achar que será longe, a segunda, quando […]

1

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta. (Motivo – Cecília Meireles) As palavras escritas ou faladas (cantadas), raramente  conseguem traduzir o que efetivamente sentimos, ou o que queríamos dizer de verdade. Entretanto, escrever no papel, ou na […]

Bem-aventurados os mortais que, após terem contemplado os Mistérios, vão descer à outra vida. Ali, somente eles viverão; os outros só terão sofrimentos. (Sófocle, fr. 753) A deusa cretense, Perséfone, foi assimilada ao grande mito grego, no novo sincretismo em que Zeus vai sendo conduzido ao máximo Poder (já tratamos […]

Você diz a verdade e a verdade é o seu dom de iludir (Dom de Iludir – Caetano Veloso) É inacreditável como a realidade se dissolve em “distração“, pequenas e certeiras manobras para que se olhe para o lado oposto ao que realmente importa, logo, se perde o fundamental, a […]

Será que eu escutei o que ninguém dizia? Eu não vou me adaptar, eu não vou me adaptar (Não vou me adaptar – Arnaldo Antunes – Titãs) Remexendo em textos ideias encontro alento e desalento sobre momentos passados e presente, das dores e sabores de uma vida comum, cheia de […]

“Os pecados são todos meus Deus sabe a minha confissão, não há o que perdoar Por isso mesmo é que há de haver mais compaixão” (Drão – Gilberto Gil) Às vezes pensamos se vale a pena (sobre)viver e passar por tudo isso. Ora, não obstante a violência própria do Estado […]

Eu sou nuvem passageira Que com o vento se vai (Nuvem Passageira – Hermes Aquino)   Por volta dos sete anos de idade tive o meu primeiro contato com o frio. Nasci no interior do Ceará, terra do sol, muito quente, na sombra, nem de perto imaginava o que era […]

Meu saudoso amigo Lufeba (Luiz Felipe Araújo) quando chegava a sexta-feira, sempre me incentiva para que publicasse a “música da sexta”, ou uma resenha de filme, de um livro, o que era um momento de leveza, especialmente nos anos funestos de 2013 a 2016, em que apanhamos violentamente, inclusive da esquerda […]

  En la noche, sigo encendiendo sueños Para limpiar con el humo sagrado cada recuerdo (Hasta la Raiz – Natalia Lafourcade) É certo que tive acesso muito cedo, jovem, aos clássicos da literatura mundial, de política, economia e filosofia. Repensando hoje, não sei se tinha maturidade para ter encarado algumas […]

Arquivos