E às vezes, recordando feliz mocidade Canto uma sodade que mora em meu peito (O Poeta da Roça – Patativa do Assaré) De tudo que de mim disserem, não tenha receio em acrescentar mais, para qualquer direção que melhor lhe convier. É, se assim, lhe parece, nos lembra o bardo […]

1

É a consciência que nos faz mortais. Ao ter consciência nos tornamos superiores aos demais seres, ao mesmo tempo nos tornamos menores, pois, sabemos, que teremos um fim. A finitude faz dos humanos (as) criaturas cheia de luz e tristeza, a primeira por achar que será longe, a segunda, quando […]

2

Tudo o que fizermos para os nossos pais na velhice deles, será pouco. Pois, diante do que eles para nós fizeram, sempre parecerá pouco. Isso não é uma dívida moral, é ética e humana, aliás, uma dádiva, a oportunidade de nós e eles nos reencontrarmos e de que as questões […]

1

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta. (Motivo – Cecília Meireles) As palavras escritas ou faladas (cantadas), raramente  conseguem traduzir o que efetivamente sentimos, ou o que queríamos dizer de verdade. Entretanto, escrever no papel, ou na […]

O ano de 2022 pode significar a consolidação da retomada da Democracia e da Política, como critérios fundamentais das sociedades modernas.  Depois de mais de uma década de rupturas e de uma onda obscurantista com o ultraliberalismo dominando os destinos da humanidade, aprofundando as diferenças econômicas e o fosso social […]

A incrível qualidade do cinema turco impressiona por suas histórias bem contadas, a fotografia e os atores. A crueza dos enredos, sem nenhum apelo de outros cinemas é que torna a relação visceral, contundente, não se espera um final feliz, um conto de fadas, mas a poesia da realidade brutal […]

Eu sou nuvem passageira Que com o vento se vai (Nuvem Passageira – Hermes Aquino)   Por volta dos sete anos de idade tive o meu primeiro contato com o frio. Nasci no interior do Ceará, terra do sol, muito quente, na sombra, nem de perto imaginava o que era […]

Meu saudoso amigo Lufeba (Luiz Felipe Araújo) quando chegava a sexta-feira, sempre me incentiva para que publicasse a “música da sexta”, ou uma resenha de filme, de um livro, o que era um momento de leveza, especialmente nos anos funestos de 2013 a 2016, em que apanhamos violentamente, inclusive da esquerda […]

“Nobres, perdoai-me; mas preferiria ter de pensar de novo estas feridas a ouvir contar como cheguei a obtê-la” (Coriolano – William Shakespeare) O general romano retratado por Shakespeare é um dos personagens que mais gosto. Ele seria candidato ao senado, pelos atos de bravura e facilmente se elegeria. Seus seguidores […]

A realidade que imaginamos numa gestão política, quase sempre, é cheia de cores vivas e que encantam, por outra, vemos belos girassóis em tudo que fazemos. Entretanto, para nossos opositores, adversários, a paisagem é Cinza, chumbo, opaca. A síntese é do poeta alemão que nos diz que “toda teoria é […]

Querida e amada Letícia, O tempo não tem o condão de nos fazer esquecer uma saudade tão intensa e que se renova a cada dia, transformando em dor e uma profunda tristeza. Nas nossas ilusões, de sua mãe, de sua irmã e minhas, continuamos achando que você não se foi, […]

Tracy Chapman canta Fast Car, uma linda versão ao vivo, enquanto naquele momento que une o passado ao presente, sem projetar nada para o futuro, apenas ouço a doce voz, que repete que tinha a sensação de ser alguém, ser alguém, de pertencer, é uma identidade, dela minha, a metáfora […]

Arquivos