Nada a dizer, apenas a imensa saudade, esse buraco fundo aberto no peito. A vida segue sempre porque nada para, por nada e por ninguém. Sonho em claro contigo, nem preciso dormir para te ver. O amor é um sentimento delicado demais para se acabar com a morte, essa brutalidade […]

“Sofre cada um de vós somente a própria dor; minha alma todavia chora ao mesmo tempo pela cidade, por mim mesmo e por vós todos” (Édipo Rei – Sófocles) Ora, a vida tem uma natureza banal e simples, massante e repetida,  em que raramente por atos atos extremados, comete-se uma […]

‘Us and them And after all we’re only ordinary men Me and you God only knows it’s not what we would choose to do” (Us and Them – Richard Wright / Roger Waters) A melhor característica da humanidade é a imperfeição. É trágica a busca por algo não humano, a […]

2

Desde aquele dia 18.11.18, praticamente em todos os esses 540 dias, alguém dia que com o tempo a dor vai passar, que se transformará em saudades (boas?). É bem certo que tenha feito isso com outras pessoas que estão nessa mesma situação. Falta-me inteligência, ou sensibilidade, os dois, provavelmente, porque […]

  “Que nos ensine, pois, a ser pacientes a nossa provação, já que é desdita fatal dos namorados, como os sonhos, pensamentos, suspiros, dores, lágrimas, do pobre amor são companheiros certos” (Sonho de uma noite de Verão – W. Shakespeare) E tudo chega ao fim, pois há uma dialética nos […]

“I don’t care if I know Just where I will go ‘Cause all that I need, this crazy feeling” (City of star – Benj Pasek / Justin Hurwitz / Justin Paul) Lá se foram 17 meses, 510 dias, a vida seguiu e é essa a verdadeira dinâmica da vida, os […]

1

“o que se tem é tudo que se precisa” (Pensamento Zen) O mito de Orfeu (muitas vezes recorrente nesse blog) é uma mensagem clara, um alerta fundamental para todos: Não olhe para trás, ou também pode ser, não viva a vida olhando pelo retrovisor. O herói perde sua amada, Eurídice , […]

“Hoje só acredito no pulsar das minhas veias E aquela luz que havia, em cada ponto de partida Há muito me deixou” (Noturno – Graco/Caio Sílvio) As horas, os dias, as semanas e os meses vão passando, parecem lentos demais para mim, é como se naquele dia 18 de novembro […]

“Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver dedico com saudosa lembrança estas memórias” (Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis) Com a Pandemia do Coronavírus, COVID-19, surge uma “esperança” de que essa possibilidade se concretize, afinal estou cansado de “promessas” de hecatombes, sem se […]