Continue a sorrir, você pode estar sendo filmado (a)!


É sorrir sempre, de bem com a vida..

Cada vez mais penso em questões imateriais, abstrações tentando compreender o vazio que nos habita, no nosso mais profundo íntimo, talvez seja a parte mais real de nossas vidas, que dificilmente vamos expor, em particular, nessa época em que a “felicidade” é mais que uma obrigação. É uma regra de ouro para sucesso, ninguém pode ter um “the dark side of the moon“, seria coisa de gente fraca, derrotada.

Vive-se no mundo onde “os fracos não têm vez“, estes são trucidados pela realidade líquida, diria, gasosa.

Tudo se dissipa no ar, mesmo o que pensamos ser algo sólido. As sutilezas dormem nos ouvidos parvos, como bem ensina o bardo inglês, não adianta dizer, escrever diretamente, de forma óbvia, os pensamentos oblíquos, impedem a interpretação literal, o que dificulta até expressar ideias mais complexas, dúvidas filosóficas, hamletianas.

Outro dia revi parte do espetacular Coringa, um dos maiores exercícios de análise psicológica da sociedade atual, a sociedade do Sorriso, se mantenha sorrindo. Esconda a dor, a tristeza, os males que lhe aflige, nem a terapeuta dele (a nossa) parece se interessar, diante de um mundo de riso fácil, a falta dele é uma doença, trazida para incomodar, desagregar e não pode ser uma coisa efetivamente boa, não contribui bem para o bom funcionamento do espetáculo.

A grande doença do mundo atual, é se viver no inverso do que realmente se vive, pior, a roda não pode parar, “The show must go on“, o espelho é invertido, falamos A, pensamos B, realizamos C, assim seguimos sem nenhuma síntese, ou seria apenas o mau humor de alguém amargo como eu, que vive a reclamar de tudo, sem nenhuma razão para tal?

Difícil é se rebelar, mas é preciso, ou não.

 

 Save as PDF

Deixe uma resposta

Related Post

The ClimbThe Climb

Share this on WhatsApp O sabor da viagem – Luana e Letícia My faith is shakenBut I, gotta keep trying.Gotta keep my head held high ( The Climb – Jessi Alexander

%d blogueiros gostam disto: