E às vezes, recordando feliz mocidade Canto uma sodade que mora em meu peito (O Poeta da Roça – Patativa do Assaré) De tudo que de mim disserem, não tenha receio em acrescentar mais, para qualquer direção que melhor lhe convier. É, se assim, lhe parece, nos lembra o bardo […]

1

É a consciência que nos faz mortais. Ao ter consciência nos tornamos superiores aos demais seres, ao mesmo tempo nos tornamos menores, pois, sabemos, que teremos um fim. A finitude faz dos humanos (as) criaturas cheia de luz e tristeza, a primeira por achar que será longe, a segunda, quando […]

2

Tudo o que fizermos para os nossos pais na velhice deles, será pouco. Pois, diante do que eles para nós fizeram, sempre parecerá pouco. Isso não é uma dívida moral, é ética e humana, aliás, uma dádiva, a oportunidade de nós e eles nos reencontrarmos e de que as questões […]

1

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta. (Motivo – Cecília Meireles) As palavras escritas ou faladas (cantadas), raramente  conseguem traduzir o que efetivamente sentimos, ou o que queríamos dizer de verdade. Entretanto, escrever no papel, ou na […]

E aí me dá uma tristeza no meu peito Feito um despeito de eu não ter como lutar (Gente Humilde – Chico Buarque/Garoto e Vinícius de Moraes) Há certos dias em que me sinto na canção Gente Humilde, do Chico Buarque, de tão pequeno e insignificante, assim como também é […]

Bem-aventurados os mortais que, após terem contemplado os Mistérios, vão descer à outra vida. Ali, somente eles viverão; os outros só terão sofrimentos. (Sófocle, fr. 753) A deusa cretense, Perséfone, foi assimilada ao grande mito grego, no novo sincretismo em que Zeus vai sendo conduzido ao máximo Poder (já tratamos […]

1

“Se eu não vir as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos e não puser a minha mão no seu lado, não crerei”. (João,25) “Não olhe para cima” (Don´t look up) é uma grande reflexão sobre a sociedade fake que a humanidade […]

‘A arte existe porque a vida não basta’ (Ferreira Gullar) A humanidade criou as artes para não morrer de tristeza e viver apenas uma vida medíocre de trabalho e dor, precisa ter prazer e imaginar várias possibilidades de vida diferentes, ou mesmo retratar, pela arte, sua dolorosa existência. Assim, em […]

“Os pecados são todos meus Deus sabe a minha confissão, não há o que perdoar Por isso mesmo é que há de haver mais compaixão” (Drão – Gilberto Gil) Às vezes pensamos se vale a pena (sobre)viver e passar por tudo isso. Ora, não obstante a violência própria do Estado […]

Eu sou nuvem passageira Que com o vento se vai (Nuvem Passageira – Hermes Aquino)   Por volta dos sete anos de idade tive o meu primeiro contato com o frio. Nasci no interior do Ceará, terra do sol, muito quente, na sombra, nem de perto imaginava o que era […]

“Com uma teiazinha tão pequena assim, pretendo pegar uma mosca do tamanho de Cássio. Sim, dirige-lhe sorrisos; mais um pouco, e eu te amarrarei com tuas próprias cortesias” (Otelo – Shakespeare) Ter lidos os grandes livros, dos gênios literários, para além do prazer da leitura, aprendi muito sobre o comportamento […]

Dez anos depois, parece que foi ontem, naquele domingo de manhã surgiu a especulação sobre a morte do Dr. Sócrates, um dia de clássico, em que o Corinthians se sagraria campeão brasileiro. Sócrates mais do que um gênio da bola, era um cidadão, um homem da política, das grandes causas, […]

Arquivos