Setembro Cinza e Mais Cores

Fim do Inverno, início da primavera
Fim do Inverno, início da primavera

Estamos chegando ao final do mês de setembro que teve eventos significativos como o aniversário de 16 anos da minha Letícia (Letícia aos 16 Anos), uma vitória de nossa luta incessante, cada dia melhor e mais feliz, o que nos enche de alegria e nos faz reviver, recomeçar, olhar para frente e deixar apenas as marcas desta dura caminhada. Em todos os aspectos, de nossas vidas, ficam marcados por estes momentos, longos ou curtos.

O reflexo aqui no blog é que foi um mês bastante carregado de emoções, a despedida de Luiz Gushiken (Companheiro Gushiken? Presente, Hoje e Sempre!), rever a velha guarda da esquerda que envelheceu, alguns partindo, é a dialética da vida, apenas incompleta( O Outono da Velha Guarda Petista), pois a nova geração demora a se forjar, tendo ainda uma dura jornada a ser percorrida, o sentido de urgência que a esquerda, o Brasil, precisa, nem sempre acompanhada de novos quadros.

Algumas reflexões sobre o “Novo” fui maturando, sintetizando ideias a cerca deste “personagem” (A Escatologia do “Novo”), revendo alguns conceitos, neste sentido foi fundamental assistir novamente o último Batman (Batman vs Bane ( O Gigante Coxinha?), pois encontrei mais um significativo achado, a relação de Bane com os discursos dos anônimos que pululavam(permanecem) na internet convocando à revolta, as mesmas palavras e a indignação fake, daqueles que jamais lutaram por nada e continuam lutando pelo seu umbigo (O Maior Fracasso da Maior Manifestação da História).

Mas teve outras sintonias, filmes e músicas, muitas neste mês, a primavera que chegou nos acordando da hibernação do inverno(Going To California , O Lado Bom da VidaStay – Uma Viagem Com RihannaKiss e Amor de Índio ). Ou seja, em meio a tantas tensões, o blog pulsou, refletindo o meu estado de animo e espírito, quase sempre inquieto, raramente com tranquilidade ou paz, que outubro traga um pouco de paz, pois promete, uns dez dias de férias, a festa de 50 anos de casamento dos meus velhos pais.

Sigamos e vivamos, sendo felizes à medida de nossas forças e inteligência para interpretar os sinais de felicidade.

Vania Bastos –  Trem Das Cores ( Caetano Veloso)

Imagem de Amostra do You Tube

2 thoughts on “Setembro Cinza e Mais Cores”

  1. Setembro se vai. Verdade. Muitas coisas a comemorar! Uma preocupação que vc levanta!” rever a velha guarda da esquerda que envelheceu, alguns partindo, é a dialética da vida, apenas incompleta( O Outono da Velha Guarda Petista), pois a nova geração demora a se forjar, tendo ainda uma dura jornada a ser percorrida, o sentido de urgência que a esquerda, o Brasil, precisa, nem sempre acompanhada de novos quadros.”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: