Hobbit, uma jornada inesperada foi a retomada do universo de Tolkien ao cinema que havia sido explorada na grandiosa trilogia O Senhor dos Anéis (A Sociedade do Anel, As Duas Torres e O Retorno do Rei) , ou melhor, o recomeço, a aventura prévia de Frodo Bolseiro. Recentemente, o […]

Na praça vazia Um grito, um ai Casas esquecidas Viúvas nos portais (Ponta de Areia – Milton Nascimento e Fernando Brant) Por mais que diga que Milton Nascimento é genial, é pouco, fico abobado ao ouvi-lo, sua voz sublime e única, reverbera na cabeça e não quero nunca mais de […]

Amanheci ouvindo velhas canções clássicas, em interpretações espetaculares, Unchained Melody e How Can You Mend a Broken Heart, com Al Green, Changes, com Charles Brandley e I’d Rather Go Blind, com Etta James, as potentes vozes negras,  jazz, soul music e a capacidade inventiva de recriar, improvisar, dão mais emoção […]

“Quem poderá fazer aquele amor morrer Nossa caminhadura? Dura caminhada pela estrada escura” (Drão – Gilberto Gil) A fusão da poesia de Gilberto Gil com a voz de Milton Nascimento, faz surge uma nova canção, Drão é imensa, pujante, pulsante, vida e esplendor, morte e dor, a delicadeza do ouço […]

  As férias forenses permitem que assistamos filmes programados, séries, lê livros encalhados, mas de vez em quando aparecem surpresas na madrugada, como o filme “Choque e Pavor – A Verdade Importa” (Shock and Awe), em cartaz no Now e Telecine. O excelente elenco (James Marsden, Jessica Biel, Luke Tennie, […]

1

Rosa e Momo (La vita davanti a sé) (Netflix, 2020) – dirigido por Edoardo Ponti, baseado no romance La Vie devant soi de Romain Gary, é simplesmente imperdível e inadiável. O filme é doce e cruel, como quase tudo o que é vida e viver, sem embargos. A cena se […]

Nas últimas semanas tenho assistido umas séries finlandesas (Deadwind, Bordertown), islandesa (O Assassino de Valhalla), polonesa (Ultravioleta) e uma inglesa (Collateral). Exceto a última, idioma que tenho algum conhecimento, as demais o que me atraiu, além da qualidade, os exóticos idiomas, a diferença de sonoridade, que não lembra em nada […]

Essa noite vi um grandioso filme, “Um homem de Sorte” (Lykke – Per) (Netflix), de Bille August, que retrata a Dinamarca do século XIX, rural, pobre e atrasada. Imediatamente me veio uma série de questionamentos sobre mim mesmo, minha trajetória, meus conflitos, minha personalidade errática, orgulho e vaidade, as conquistas […]

Um clássico se reconhece quando ele causa estranheza, quando se lê um livro, ou se assiste a uma peça, um filme, e vem aquela sensação de que levou um soco na barriga, que te causou um tremendo incômodo, de tão forte a avassalador que foi o contato com algo realmente […]

1

“Não adianta nem me abandonar Porque mistério sempre há de pintar por aí Pessoas até muito mais vão lhe amar” (Esotérico – Gilberto Gil) Falar de Gilberto Gil para mim tem que primeiro contextualizar, e fazer arremessos ao passado, noções de presente e passagens de minha vida, especialmente minha relação […]

4

“E tropeçou no céu como se ouvisse música E flutuou no ar como se fosse sábado” Ora, se Milton Nascimento desafia a lógica com sua voz, que tantas vezes me faz pensar que se existissem anjos, eles teriam a voz de Milton. Com Chico Buarque a complexidade é ainda maior, […]

“O que importa é que sem a ver o acrediteis, confesseis, afirmeis, jureis e defendais; quando não, entrareis comigo em batalha, gente descomunal e soberba” (D.Quixote – Miguel de Cervantes) É uma poesia e uma metáfora. Os níveis da consciência e do inconsciente que se cruzam numa moral cristã e […]