O Maior Fracasso da Maior Manifestação da História

2

 

Grito do Excluídos - pequeno mais significativo (Foto: Reprodução / TV Globo)
Grito do Excluídos – pequeno mais significativo (Foto: Reprodução / TV Globo)

Operação 7 de Setembro -A maior manifestação da história – era este o mote e a megalomania do Gigante Toddynho, chamando para as ruas no dia da independência. Depois dos fatos de junho, a grande catarse. Seguidamente, depois de Junho, as tentativas de chamar o #VempraRua, fracassaram, o maior destes fracassos foi justamente neste sábado. Sobre a caracterização deste novo personagem aqui escrevi A Psicologia de Massas do Fascimo – Ou, o Gigante Acordou.

Se em junho o movimento foi em crescente e que partiu de uma base concreta, a questão das passagens de ônibus, o seu estopim, mas principalmente pela necessidade de sair da zona de conforto. O questionamento amplo e irrestrito sem pauta clara abriu um leque político e ideológico das forças de quem tentou “dominar” as amplas massas que foram às ruas.

Tanto a extrema-direita, quanto a extrema-esquerda acharam que o movimento lhes pertencia, sem nem se dar ao trabalho de efetivamente filtrar os sentimentos daquela revolta de junho. Partindo do pressuposto de que bastava abrir paginas e páginas nas redes sociais iriam mobilizar ao seu bel prazer. A tática de enfrentamento aberto, no começo. Lá em Junho, como forma justa de se contrapor à violência policial, era apoiada massivamente, entretanto os grupos de extrema-direita passaram a usar como única forma de luta, sem nenhuma bandeira política associada que a justificasse.

Mais ainda, os setores de Direita passam a dominar as convocações, como esta do dia 7 de setembro e pedindo volta dos militares e fim da bagunça, que eles mesmos provocaram. O retumbante fracasso é da extrema-direita e um alerta à esquerda que este tipo de aliança nefasta, apenas para tentar derrubar o governo de Dilma não terá sucesso, as pessoas começaram a prestar mais atenção a quem está por trás dessas convocações, seus interesses coincidindo com os da grande mídia e simplesmente se afastaram.

Claro que precisamos de mais mudanças, os avanços dos últimos dez anos ainda não foram o bastante, se pode e se deve fazer muito mais, entretanto a tentativa de abreviar esta incipiente experiência não pode ser abraçada como justa. Este pessoal de “esquerda” metidos a “senhores do ativismo” que acha que fazendo média com os coxinhas tão se mostrando revolucionários, parecem que não viram o que se deu no Egito. Aliás,  Este pessoal já mostrou ao que veio, o ultraliberalismo já se mostrou a que veio, são inimigos da Democracia e dos trabalhadores.

Mesmo tendo um governo de esquerda, vacilante, pusilâmine, como o nosso é anos-luz melhor do que qualquer governo da Direita. O alvo deles sempre foi o governo do PT, os trabalhadores, por isto a grande mídia é sua aliada. Por que não atacam o governo corrupto de São Paulo do PSDB?Por que se calam ante o #tremsalão ? Não é mera coincidência, é corte de classes, mesmo que os cyberativistas não curtam mais e achem que não existem classes, a maior demonstração de existe e continua em luta é como perseguem as conquistas mínimas dos trabalhadores, não existe este papo furado de “Capitalismo Cognitivo”, é o velho e bom Kapital.

Por fim, a resposta que a militância social organizada, foi manter o Grito dos Excluídos e não se misturar com os interesses da extrema-direita. Agora parte destes militantes digitais, que se acham “donos” do movimento está cobrando da militância por que não foi às ruas no dia. A militância não quer se massa de manobra da extrema-direita, fez bem em não ir, fazer figuração, para grande mídia inimiga do governo e do povo.  Atos convocados pela extrema-direita, melhor esvaziar mesmo.

O “novo”, o Gigante, agora, pode ser, que caia na real, que há uma distância imensa entre virtual e real, ainda bem.

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

2 thoughts on “O Maior Fracasso da Maior Manifestação da História

Deixe uma resposta

Next Post

A Dor de ser Segunda-feira

seg set 9 , 2013
Share this on WhatsApp O doloroso recomeçar de cada semana, não adianta pensar diferente, nossa escravidão e miséria se tornam insuportável a cada segunda-feira. Madruguei, como todos os dias, correndo para preparar as meninas, café e apressar para levá-las à escola. Os pequenos conflitos do acordar espremidos pelo relógio. As horas, […]
%d blogueiros gostam disto: