Vatileaks, A Ameaça ao Conclave

 

A previa do Conclave sob a ameaça do VatiLeaks Foto: EFE

 

O pré-conclave começou ontem e como era de se esperar, não parece que será tranquilo, à sombra da renúncia, algo que não acontecia a quase 600 anos, não é simples de ser deglutido, ou achar que a iluminação sairá do escuro que se fez na cúpula da Igreja Católica, Esta série de artigos ( A Renúncia do Papa Bento XVIAs Cinzas da Quarta e a Sucessão do Papa , Algumas das Razões da Renúncia do Papa  Sede Vacante – Bastidores de Guerra e Itália e Vaticano, Quais os Signos Eleitorais?) iniciada logo após o anúncio de Bento XVI, busca entender o que se passa na cúpula do Vaticano e as tendência de um novo papado.

O caldo ameaça entornar, logo de saída um conjunto de cardeias, tendo à frente os brasileiros exigiu que o famoso VatiLeaks e sua investigação sobre ele seja entregue a todos antes do conclave. Tal relatório comprometedor, talvez a maior razão da renúncia de Bento XVI, precisa ser conhecido de todos os participantes, o que faz realmente todo o sentido. O Vatileakes, que é o conjunto de documento secretos e privados da correspondência papal que foram vazados e sua posterior investigação, assombra a cúpula, gera desconfiança e incertezas.

Hoje, o jornal El País traz uma longa matéria que trata desta primeira reunião e da pressão para que o Vatileaks, ou melhor o relatório da comissão nomeada por Bento XVI se torne aberto ao conclave, segundo o jornal , “o primeiro, sem rodeios, a expressar crescente preocupação foi o Cardeal Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Episcopal do Brasil: “Por que nós,os cardeais, que somos is conselheiros mais próximos do Papa não podem ter acesso a esses documentos? “. E a voz foi corrente, em exigir a maior transparência, pois não se sabe a profundidade do documento, ou as suspeitas que ele levanta sobre a atuação de vários personagens do conclave, com chances de virar papa.

O jornal espanhol avalia que a ação dos cardeais brasileiro, reflete a atual situação do Brasil “que sabe o seu papel de potência mundial emergente, quer ter mais peso nos fóruns internacionais políticas e econômicas, agora também nos assuntos da Igreja.  […] Assim, os cinco cardeais brasileiros que irão participar no conclave se fazem notar ao explicitamente pedir para conhecer os documentos secretos sobre os escândalos do Vaticano. Além de pedir retoricamente por que os cardeais não podem ter acesso a informações confidenciais, o presidente da Conferência dos Bispos do Brasil, disse secamente: “Eu acho que é justo e necessário que os cardeais ter essa informação antes de escolher um sucessor para Bento XVI “. Cardeal Damasceno informou que, além dos brasileiros “, todos os outros cardeais quer saber o relatório secreto”.

Pode ser que a avaliação do El País esteja certo, que a atitude foi para demarcar posição e também como peça de retórica  do novo momento que o Brasil ocupa no mundo, mas, para além de tudo isto, foi fundamental para demonstrar o quão obscuro é o processo da cúpula, ou o divórcio dela, em particular do Papa Bento XVI dos seu clero. Um escândalo que o derruba, não pode ser escondido dos demais cardeais, sob pena de elegeram algum que esteja diretamente envolvido nos crimes praticados. O afastamento do Cardeal Escocês é exemplo claro, de algo vai muito mal, mas que pouco se pode esperar de um conclave dirigido por falcões como Bertone e Sodano, além de reacionários, participaram de todos os eventos mais obscuros nos últimos papados.

O site EuroNews faz ótima cobertura do conclave, vale a pena ler e ouvir as reportagens e informes, pois joga luz na escuridão desta escolha. Hoje, no site tem uma ótima matéria sobre a temida Opus Dei (  A Opus Dei e as Lutas de Poder no Vaticano ). São valiosas informações com uma cobertura crítica de todo o evento. Noutra página eles trazem o chamado Dossier especial : Papa, conclave 2013 , um conjunto de matérias com perfis e funcionamento do Conclave.

Enfim, vamos garimpando o que é possível no blog Ouro de Tolo, do meu amigo Pedro Migão há uma série interessante sobre o conclave  ( “O Conclave Papal: Parte I” , “O Conclave Papal: Parte II” e Conclave Papal – Parte III”) que valem muito a pena a leitura.

 

2 thoughts on “Vatileaks, A Ameaça ao Conclave”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: