Crisis? What Crisis?

Um capa que capta bem o momento do mundo em 1975.
Um capa que capta bem o momento do mundo em 1975.

Crisis? What Crisis? Este é o nome do espetacular álbum do Supertramp de 1975, uma doce provocação ao que se vivia no mundo, a grande Crise, que se iniciara em 1968, mas se tornou manchete em 1974 com o nome de “Crise do Petróleo”. O disco é para ser ouvido como uma obra única, composto por faixas aparentemente independentes, mas a sonoridade, os temas se interligam, o que no final torna o álbum perfeito e tão irônico para época, a transição que a música e a banda começam a passar.

O auge e a queda do rock progressivo coincidem com os anos da crise latente do mundo que explodirá de vez em 1974, e a aquela geração “Paz e Amor”, começava a ficar careta, o que poucos anos depois a levaria aos altos postos das empresas os Yuppies, individualistas e mesquinhos em nada lembrarão as “comunidades alternativas e coletivas” (O que será o “novo” de hoje daqui a meses? Afinal, nos anos de 1960/1970, precisou 12 anos, os de hoje, seguem a velocidade da Internet, mudam em dias ou horas). O reflexo da mudança será sentido por e em todas as bandas, o Supertramp não seria diferente.

Por isto gosto tanto desta obra, sempre que posso ouço e como me parece novo, recente, nada que possa pensar quase 40 anos de distância. Por outra, ouvindo-o nestes dias, ele casa muito, música a música, com as minhas reflexões sobre a vida, a felicidade e o que seria uma vida comum (“just a normal day”). A grandiosidade que a banda assumiria em contradição com os temas mais simples e tão caros ao homem.

É uma ótima forma de começar mais uma semana, ouvindo os mestres e nos deleitando com a fusão de ritmos, jazz, blues, rock e rock progressivo, tão despretensioso, mas tão belo. A Soapbox Opera de nossas medíocres vidas, pode se tornar bem mais leve e, deve ser, um dia descobriremos o real sentido dela.

Conforme o Wikipédia e “Todas as canções creditadas a Rick Davies e Roger Hodgson. Vocais por Hodgson, exceto onde estiver indicado”:

Lado 1

  1. “Easy Does It” – 2:18
  2. “Sister Moonshine” – 5:15
  3. “Ain’t Nobody But Me” – 5:07
    • Vocal principal: Davies
  4. “A Soapbox Opera” – 4:54
  5. “Another Man’s Woman” – 6:15
    • Vocal principal: Davies

Lado 2

  1. “Lady” – 5:26
  2. “Poor Boy” – 5:07
    • Vocal principal: Davies
  3. “Just a Normal Day'” – 4:02
    • Vocal principal: Hodgson e Davies
  4. “The Meaning” – 5:23
  5. “Two of Us” – 3:27

(Ouça aqui : http://www.radio.uol.com.br/#/album/supertramp/crisis-what-crisis/12545 ou aqui http://www.lastfm.com.br/music/Supertramp/Crisis%3F+What+Crisis%3F)

 

Poor Boy

Imagem de Amostra do You Tube

A Soapbox Opera

Imagem de Amostra do You Tube

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

Deixe uma resposta

Next Post

Misha - Moscou 1980

ter nov 12 , 2013
Share this on WhatsApp     Uma imagem que fala tudo, um revival a ex-URSS. O ursinho Micha chora ao final das Olimpíadas uma coisa linda que até hoje me emociona fortemente, quem viu ao vivo jamais vai esquecer, ninguém também conseguiu nada parecido depois, em nenhum evento global. Foi […]

You May Like

%d blogueiros gostam disto: