#VaiBrasil: Rafael "Baby"Silva – Campeão!

 

Baby em plena felicidade Foto: Marcelo Pereira/Terra

 

É inegável como o judô brasileiro é espetacular, não apenas pela medalhas, mas principalmente pelo conjunto da obra, vem crescendo de forma consistente, estas Olimpíadas representou o auge de uma escola vencedora. Uma prova inequívoca de que se pode fazer mais ainda. Chegou competitivo em todas as categorias, com bons ranking e excelentes atletas. Foi coroado com 4 medalhas olímpicas, seu maior resultado, até hoje.  O trabalho foi feito de forma competente, com muito foco, busca de resultados e  visibilidade da categoria no Brasil.

 

Os posts anteriores #VaiBrasil : Sarah e Kitadai, Judô brasileiro campeão#VaiBrasil : Valeu Mayra!, descrevi um pouco sobre a história do judô brasileiro em Olimpíadas, o que mostra como rapidamente se tornou o esporte mais vencedor do país. O trabalho recebeu um maior incentivo estatal desde 2008, agora o resultado é mais que animador, além de dá uma dimensão nacional ao judô. Claro que terá muito a fazer. Mas além das 4 medalhas, teve ainda duas disputas de medalhas, com Tiago Camilo e com Maria Suelen, um resultado excelente.

 

Para fechar bem a participação o moço de Aquidauana, Matogrosso do Sul, Rafael Silva, chamado carinhosamente de Baby, mesmo com seus 153 kg e 2,03, ganhou mais uma medalha, emocionado como uma criança chorava, ainda incrédulo de sua conquista. Pois, três anos atrás, não fazia parte da equipe. Desde 2010 cresceu muito no esporte, com ótimas participações do judô. Sua participação foi brilhante, teve força, garra e muita fibra para superar a inexperiência olímpica. Bronze dele é um presente ao grande trabalho em equipe do Brasil.

Devemos destacar ainda a excelente campanha da jovem Maria Suelen, que chegou na disputa de medalha, tem apenas 21 anos, tem muito ainda a aprender e evoluir, lutou muito bem, todas as lutas, um desempenho excelente, chegou entre as seis melhores do mundo. A expectativa de Maria Suelen, Mayra e Sarah possam representar um novo momento para o judô feminino, ampliando mais as possibilidades do Brasil no esporte.

A técnica da Seleção Brasileira do judô feminino,  Rosicleia Campos, saí de Londres consagrada, seu árduo trabalho agora plenamente compensado, suas pupilas com duas medalhas, depois de um Bronze em Pequim. Vai garimpando resultados nos mundiais, torneios, preparando as campeãs com rigor e excelência, além da vibração ao lado tatame. O Técnico masculino Luiz Shinohara, teve ótimo desempenho, vai enfrentar uma renovação para os próximos jogos, o judô masculino teve bom desempenho, mas a sensação de que podia mais.

#VaiBrasil – Judô Brasileiro, nos veremos não apenas na próxima olimpíada, mas em todos os torneios e campeonatos, pois acredito demais que o esporte vai crescer mais e trará grandes resultados.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: