O Prometeu Acorrentado – Resenha e Análise

 O Prometeu Acorrentado

Ésquilo


Tema: Tragédia. Traição. Autoritarismo e Esperança

Resumo: O Titã Prometeu, ajudou  Zeus a subir ao Trono dos deuses, porém será traído por Zeus quer destruir a humanidade.

Passado Anterior (Titanomaquia)

Com a velhice Cronos, Deus dos Deuses primevos, avisado por um oráculo que será destronado por um de seus filhos, ele passa a devorá-los. Zeus, o mais novo, com a ajuda da mãe Réia consegue sobreviver. Com o passar dos anos o jovem Zeus cresce longe dos olhos paternos e cumprindo seu destino, liberta seus irmãos e tios Titãs então começa uma luta contra seu pai, ajudado principalmente por Prometeu, depois de renhida luta consegue aprisionar Cronos no interior do Tártaro. Porém Zeus ao se tornar Senhor absoluto do Olimpo planeja aniquilar com a humanidade terrestre. Eis que Prometeu o desaconselha e não sendo ouvido por Zeus, rouba-lhe o fogo e dá aos humanos o acesso à Ciência, à matemática, às letras e os ensina a serem senhores da natureza. Zeus irritado manda que Hefesto, O Deus ferreiro, prenda Prometeu em um rochedo onde ele não possa se soltar.

O Livro


A obra começa justamente quando Hefesto prepara as correntes para prender Prometeu que era seu irmão. O Deus ferreiro vacila, se o prende ou não. Porém, o poder e a violência o obrigam que cumpra a missão de Zeus. Já preso,  Prometeu recebe solidariedade de Poseidon, Deus dos Mares, que se propõe a pedir pela sua soltura, Prometeu recusa, sabendo que Zeus não o perdoará, nem a ele e nem a Poseidon por defendê-lo.

No seu martírio, Prometeu recebe a visita de Io, uma linda jovem por quem Zeus, se apaixonara, sendo ela castigada por Hera, a mulher de Zeus. Io vive mudando de país sendo perseguida e molestada por uma espécie de besouro, que não a deixa ficar em qualquer lugar. A conversa entre Io e Prometeu é uma das passagens mais belas da literatura vitima do poder tirano eles se lamentam, mas ainda tem esperança

Por fim o diálogo entre o Prometeu e Hermes, que fora enviado por Zeus. Este debate é fundamental para ver o combate de idéias e ideais, entre a liberdade de falar de prometeu, mesmo preso ao rochedo e o aprisionamento da liberdade de quem está solto (Hermes). São trechos maravilhosos em que Prometeu rechaça qualquer aliança com Zeus e prediz o fim do próprio tirano.

Pequeno Comentário

Este livro é muito pequeno, com cerca de vinte e poucas folhas, mas se constitui em grandioso no combate ao autoritarismo, na necessidade em ser firme naquilo em que se pensa, no caráter libertador, pois mesmo Prometeu preso, sua mente não cede diante da tortura do tirano. É uma aula de prática, mesmo sozinho a esperança de que seu ideal será alcançado e de que sua teses são justas. Não ceder em seus princípios e ir até ao fim naquilo em que se acredita.

Segue o Link do Livro para ler em PDF

http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/prometeu.pdf

Sobre Ésquilo

Poeta grego. Viveu por volta de quatrocentos e oitenta A.C. É um dos precursores da tragédia grega. São poucos os livros dele que chega ram até nós. Muitos dos seus escritos se perderam por completo, outras apenas partes. Temos acesso aos seguintes: a TRILOGIA DE ORESTES e o PROMETEU – que é uma trilogia, mas que se conhece apenas o primeiro volume.

15 thoughts on “O Prometeu Acorrentado – Resenha e Análise”

  1. Interessante a mitologia do assassinato como resolocao de conflitos, especialmente entre pais e filhos, irmaos . Muito antes de Moises oferecer o seu filho como sacrificio ja existiam registrados atos de matar, ou mandar matar filho para lavar sangue. Interessante tambem e a ideia de que mesmo morrendo o homem seus ideias seguem e sao transmitidos atravez dos tempos

  2. Só pra esclarecer: não foi Moisés que deu seu filho em sacrifício, mas Abraão que deu Isaac. Achei o. Site muito bom, simples e esclarecedor

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: