Letícia, meus Olhos além do Espelho

 

Meu Espelho - Perante ela, sou pequeno, se agiganta.
Meu Espelho – Perante ela, sou pequeno, se agiganta.

“Mas tão habituado com o adverso
Eu temo se um dia me machuca o verso”

(Espelho – Paulo César Pinheiro, João Nogueira)

 

Meu coração se enche de alegria, amanhã, a doce Letícia completará 16 anos, hoje olhei nos olhos dela e me vi pelo espelho, um brilho intenso, vida, amor e muita felicidade. Vi-me cantando em pensamento João e Diogo Nogueira, as maravilhosas canções – Espelho e Além do Espelho. As lágrimas rolam pelo rosto, hoje, muita felicidade e superação, quem me acompanha o blog a mais tempo , entende e sabe exatamente do que falo e por tudo que passamos e como a força desta menina/mulher é algo fora do comum.

“O meu olho parece um aparelho
De quem sempre me olhou e protegeu
Assim como meu olho dá conselho
Quando eu olho no olhar de um filho meu “

(Além do Espelho – Paulo César Pinheiro, João Nogueira)

É esta a dialética da vida, do meu pai/mãe para mim e de mim para minhas filhas, ter orgulho e honra do que somos e do que nos tornamos. Hoje vamos cantar muito e amanhã mais ainda.

Diogo Nogueira – Espelho / Além do Espelho

Imagem de Amostra do You Tube

 

7 thoughts on “Letícia, meus Olhos além do Espelho”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: