#VazaKassab, Até Nunca Mais. Boa Sorte, Haddad

 

 

Haddad: Os desafios de uma São Paulo maltratada

 

Pensei em não escrever mais sobre política até 2013, mas não resisti depois de ver o “balanço” de Kassab sobre seu “governo”, um cínico, as piores gestões ( Serra-Kassab), desde Pitta. Alguma vezes tenho a nítida certeza que esta dupla conseguiu superar o boneco do Maluf, com larga vantagem, pois Pitta poderia dizer que pegou São Paulo durante um longo período de crise, já, Serra-Kassab, tiveram longo período de crescimento do Brasil, não têm desculpa para uma (indi)gestão tão desastrada e medíocre.

A cidade foi literalmente abandonada, como escrevi meses atrás no artigo São Paulo abandonada, apontei ali que “Nos iludimos por morar em bairro com boa infraestrutura, crianças estudando perto de casa, hospitais, metrô, mas a cada dia o preço cobrado por estas coisas fundamentais numa grande metrópole se tornam impraticáveis. A situação geral da cidade é desoladora, os problemas se avolumaram de forma inacreditável é uma sequência de grandes tragédias administrativas, Maluf e Pitta, depois uma administração mediana de Marta, aí a queda total com Serra-Kassab, até os planos mínimos, mas necessários, como corredores de ônibus foram abandonados, os tais “gerentes” foram um fiasco.

Repensar a cidade de tantos milhões de pessoas, com sentimentos tão distantes, que vivem da casa-trabalho-casa, com pouco tempo para se recompor, o tempo gasto em deslocamentos aumentou sensivelmente, mesmo sem obras ou intervenções urbanas que justificasse. A desculpa de que se tem mais carro não é e nem pode ser a única, o transporte coletivo foi intensamente sucateado e piorado nestes 8 anos, a troca da frota, iniciado na metade do governo Marta como obrigação da empresas, foi “flexibilizada”, é comum ver ônibus velho, poluindo ou quebrados nas avenidas”.

Ainda em 2011, no texto #VazaKassab – SP 6 anos sem prefeito, tinha levantado os 6 anos de mazelas anteriores, lembrando que  “durante a campanha para prefeito em 2004, Serra assinou documento e disse no debate na Band: http://www.youtube.com/watch?v=NtPFYAsv2l4&feature=player_embedded# . Claro todos sabemos que ele usou a prefeitura como mero trampolim, ficando apenas 1 e 3 meses no cargo, assim como no Governo de SP que também não cumpriu mandato. Ora, ao ficar temporariamente na prefeitura Serra nunca se inteirou dos problemas efetivos da cidade, montou uma equipe de “transição” para novos vôos e no fim deixou um “presente de grego” ao povo paulistano:  Gilberto Kassab”.

A dupla se elegeu na esteira do ódio à Marta, principalmente pela criação da taxa do lixo, que eles malandramente suspenderam, porém reajustaram de forma absurda o IPTU, em mais de 100%, em nome da atualização do valor venal. Mas foram protegidos de todas as formas pelo esquema midiático local, JAMAIS, qualquer denúncia de corrupção, ou de aumento de taxas se seguiu por mais de uma semana nos jornais. Os escândalos e a incompetência estúpida de Serra-Kassab foram bem escondidas, o preço pago pelo cidadão nestes 8 anos é caríssimo, o resultado final é uma cidade suja, esburacada, péssimos índices na educação e Saúde.

Haddad irá assumir um verdadeiro CAOS, cairá no seu colo todas as mazelas da péssima gestão Serra-Kassab, a cidade será entregue aos frangalhos, sem uma única área que se consiga ver como positiva. A dívida pública mais do que duplicou em 8 anos, passando de 90% de comprometimento em 2004 para 200% da arrecadação em 2012, este é o saldo da “gestão competente” que os DEMo-Tucanos tanto falam. Um gestão loteada por incompetentes, tudo terceirizado para empresas amigas, inclusive a arrecadação de impostos.

Duro demais ouvir Kassab falar de sua gestão com questionamento algum sobre o DESASTRE que estar deixando apra o sucessor. Fiquemos atentos pois as editorias de cidades dos jornais e tvs que tinham praticamente sumido, voltarão à ativa na semana que vem, a virulência quanto aos problemas da cidade serão gritados pelas rádios, que se esconderam e omitiram neste últimos 8 anos. Que se vá e não volte nunca mais, a dupla, Serra-Kassab.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: