Respirar

 

 

“O que se tem é tudo que se precisa”

(Ensinamento Zen – Crônicas do Japão XVII: Kyoto IV – O caminho da Iluminação )

 

Estes últimos dias foram muito intensos, desde segunda a noite, a cabeça está mais leve e  o corpo mais vivo, conforme disse aqui (Contagem Regressiva Para Cura). Devo dizer que estes 27  meses, vividos em função da doença da minha filha, consumiu boa parte das minhas energias, o restante dela, gastei aqui.  Escrever foi vital para manter a mente ocupada e até certo ponto distante dos problemas, nem que fosse por poucos minutos. Acabei “salvo” por este espaço, então devo demais a ele, assim, renovo a promessa de cuidar com carinho e mantê-lo sempre atualizado, dentro das minhas possibilidades.

 

Especulei longamente sobre tantos assuntos aqui, a exigência dos meus leitores, me fez buscar conhecer novos outros temas, reviver meus antigos estudos com mais afinco. Por mais que tente fazer o melhor, nem sempre consigo, normal, para que escreve de improviso, com raríssimas revisões, tudo vai sendo digitado como se conversasse com alguém na minha frente, mentalmente falando alto, muitas palavras são “comidas” ou as ideias ficam inconclusas, mas,  no geral, a mensagem é enviada e, acredito, que o esforço de quem lê, ajuda a decifrar o texto.

 

Estes momentos mais leves, a música e meus ídolos marcam presença, compartilho o que estou ouvindo, nas várias versões das músicas que mais gosto. Especialmente na sexta-feira, fim do dia, a pedido do Lufeba, tento descolar um clássico para começar bem o fim de semana. Hoje, nem é sexta, mas a alma está tão leve que vou buscar, através do som, dialogar com vocês.

 

Acho que é a terceira vez que posto esta música, com versões diferentes, ela marcou um momento muito especial para nós. Tema do filme “Aprendiz de feiticeiro”,  foi a primeira ida ao cinema da Lelê, depois de uma longa temporada internada. Fomos  ver a película, mas chegamos em cima da hora, não encontramos nossos lugares , tivemos que assistir sentados no corredor, até isto foi legal, toda vez que revemos o filme nos lembramos daquele dia. Bem tem outra coisa sobre a música que, ainda, não posso contar. Por enquanto, ouviremos mais uma vez, com One Republic ao Vivo “Secrets”.

 

 

Imagem de Amostra do You Tube

0 thoughts on “Respirar”

  1. VIVA A VIDA! VIVA A VIDA DA LÊLE E FELICIDADES À FAMÍLIA !
    CONTEM COMIGO NESTA CONTAGEM REGRESSIVA MAIS MARAVILHOSA QUE JÁ FIZ.

    SOLIDARIEDADE E MEU MELHOR ABRAÇO E CARINHO,

    SILVIA.

  2. E eu, professora,revisora e mala sem alça pegando no seu pé! Mas juro que não vi nenhum errinho nesse, hahahaha.
    Disse G. Rosa “felicidade se acha é em horinhas de descuido” , que vocês vivam infinitas horinhas descuidadas hoje e sempre!
    Abraços

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: