Ao anoitecer

 

Igreja Nossa Sra do Brasil - Heudes Régis

 

O carro desce lentamente as ruas de Pinheiros, Vila Madalena, o trânsito quase parado, o rádio na Cultura FM, o locutor anuncia que agora teremos trechos de Parsifal, gravação da Orquesra Filarmônica de Berlim, a regência do Maestro Daniel Barenboim, um instante sublime, me distancio do que se passa lá fora, avanço pela Pedroso, entro na Rebouças, chego a Avenida Brasil, a ópera toca, no meus ouvidos os carinhos da soprano.

 

O fim do dia, o ocaso, a noite que ameaça chegar, a música toca, meus olhos já não enxergam carros, motos, gente. Admiro as belas construções dos bairros burgueses de São Paulo, a bela igreja que os ricos casam, suas belíssimas torres, vistas por uma ângulo nunca reparado, parece que ganha nova vida, nova cor. Estes bairros que segregam, afastam, assustam, os Jardins, sua beleza , quase proibida, um Éden, que há muito expulsou os comuns. Parsifal ganha mais dramaticidade, a busca do Graal, aquele idioma que quase nada entendo, mas parece que a paisagem e sonoridade faz todo sentido.

 

Esta é minha cidade, aqui escolhi viver, não vim por acaso,  aqui ( São Paulo – Quando o amor acontece) disse como vim, porque vim, cada dia sinto mais o peso e o acerto de viver aqui, suas e minhas contradições se completam. O som me faz viajar, por trás do Ibirapuera que se aproxima, um avião faz sua curva subindo, o verde ali perto, os carros, os prédios em contraste, mas compondo uma mesma cena, harmonia só o tenor e a orquestra, ali para que voe mais na minha mente, os anos, os porquês, a nove de julho, finalmente se abre toda a beleza do parque, não há mais nada que me aflija.

 

O tempo passa, a noite engole o dia, os últimos raios de sol somem, as luzes vão se acendendo, a natural substituição do dia pela noite, a ópera segue, os pensamentos sorriem para este final de tarde/noite, agora o carro avança rápido o Ibirapuera fica para trás, uma nova sequência de ruas, eis que, o real e a fantasia se separam, assim que estaciono e desligo o motor. A música chega ao fim, coração está leve, passear pela ruas e histórias de São Paulo, renovando a alegria de aqui estar.

 

Imagem de Amostra do You Tube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: