1º de abril, dia da Verdade

 

Secom/JP

 

Hoje é 1º de abril, o dia da verdade,é isto, são 48 anos que o Brasil errou o caminho, tomou um atalho que nos fez perder mais de 21 anos de história real, vivendo um mundo paralelo de horror, sordidez. As vítimas, que foram mortas ou que ainda vivas, merecem a justa reparação, para que possamos olhar para frente sem termos esta feria aberta, por medo, covardia.

 

Creio que, o que se busca não é vingança, mas sim, o direito de saber tudo o que houve naqueles anos, poder dar dignidade aos que morreram, aos familiares o direito de enterrar os seus mortos, para que se possa acabar o sofrimento da busca, cada dia mais incerta pelos corpos. Julgar os graves crimes que ficaram impunes, não esconder, como se o lixo pudesse ser varrido para debaixo do tapete, convenientemente ignorados.

 

Cada vez que chegamos ao dia 1º de abril, sem que nada tenhamos feito, será sempre lembrado como o dia da Verdade, aquela que mais dói, que machuca, macula as consciência dos que sonegam o direito de vivermos em paz com nosso passado, para que jamais o Brasil repita os mesmos erros. Sem esquecer e por a nu a ação insana do DEA e a submissão dos militares aos seus desejos sórdidos. A conveniência dos empresários, que ajudaram decididamente aos crimes cometidos.

 

A mídia, sempre pronta para publicar as matérias pró-regime e defender os ditadores, expondo nas suas capas e suas manchetes, os rostos dos que enfrentaram militarmente, de forma certa ou errada, a ditadura, como se fosse criminosos comuns, que apenas atrapalhavam o país. Alguns órgãos, agiram de forma mais direta, como o grupo Globo que se comportava como porta-voz, ou a Folha que emprestava seus carros à repressão. Não por coincidência ainda hoje fazem editoriais para que nada seja dito sobre aqueles tempos sombrios.

 

O Brasil precisa olhar para frente, sem traumas, mas não, sem antes, deve conviver bem com seu passado, curar suas feridas. Abrir seus arquivos, para que nossa história seja lida e vivida de forma real, não podemos aceitar que 21 anos sejam “apagado” , como se não existisse. Que o próximo  dia 1º de abril seja apenas mais um dia da: Mentira,para  pregar peças nos amigos.

0 thoughts on “1º de abril, dia da Verdade”

  1. Boa noite!

    A mídia, grande parte adquirida nos tempos do regime, sabe-se lá sob quais condições e acertos, nunca estará ao lado da verdade.

    Só o povo mesmo, o principal interessado, se mobilizando, para conseguir resolver essa pendência da história brasileira. O débito com as famílias dos desaparecidos que lutaram para nós estarmos aqui hoje.

    E o principal, essa cobrança pela verdade ser muito bem entendida como “Nunca mais”.

    Abraços

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: