“Espíritos, que por artes minhas, Chamei dos seus refúgios para darem vida Às minhas fantasias”. (A Tempestade – W. Shakespeare) Quanto nos doamos a qualquer coisa na vida, mais do que 3/4? Quantas vezes já vivemos 3/4, no calendário da nossa existência? É uma porção perfeita ou uma data? […]

“…que a importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças nem barômetros etc. Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós”. (Manoel de Barros , Memórias Inventadas: A Segunda Infância.) Sempre tive um sonho de escrever, […]