Ontem, dia 19 de dezembro de 2021, houve um jantar histórico, do Grupo Prerrogativas, que tende a ser lembrado como um alto momento da política brasileira. Naquele restaurante fino e caro da classe média alta paulistana, poderá ser um daqueles momentos em que se vira o fio da história, passa-se […]

Dias extremamente agitados na minha vida, cheio de surpresas e de decisões que irão exigir mais dedicação e responsabilidade. No último dia 13 de outubro, fui nomeado para assumir a condução da Comissão de Direitos Humanos da OAB, secional de São Paulo, uma missão complexa, dura, que foi me dada […]

Acordei às 5:30 da manhã, olho o celular e vejo a temperatura: 5° gruas, sensação térmica de 2° graus. A cama quente não quer deixar sair, mas tive que levantar, um compromisso no Poupatempo da Sé, com minha filha, não poderia faltar. À mente vem a ideia de passar pela […]

“Nada a temer Senão o correr da luta Nada a fazer Senão esquecer o medo Abrir o peito à força Numa procura” (Caçador de Mim – Sergio Magrão e Luiz Carlos Sá) Ora, viver o que vivi, e ainda vivo, passar pelo que passei, e ainda passo, o que haverá […]

O Vazio de Ideias, o Brasil não tem Presidente “A loucura dos grandes deve ser vigiada” (Hamlet – William Shakespeare) Esse cidadão não tem vibração, nem tesão pelo poder, nem compreende tudo o que ele envolve e suas responsabilidades como Presidente, chefe de uma Nação. O jornalista Luís Nassif já […]

“Pois mataram índio que matou grileiro que matou posseiro Disse um castanheiro para um seringueiro que um estrangeiro Roubou seu lugar” (Saga da Amazônia – Vital Farias) A primavera chegou em volta de uma nuvem cinza, inspirada no desastroso discurso do presidente na ONU. O céu se envergonha e chora. […]

“Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas Da força da grana que ergue e destrói coisas belas Da feia fumaça que sobe, apagando as estrelas” (Sampa – Caetano Veloso/Elvira Perpinya Brull) Por uma razão incerta, o centro das cidades, as mais antigas principalmente, sempre me encantaram, até do medo […]

“É um estranho repouso, este de dormir De olhos abertos; de pé, falando e mexendo-me, E dormindo, contudo” (A Tempestade – Shakespeare) As viagens de metrô e trem, sem internet, têm sido um alento, é um momento em que não tem perturbações externas, então ouço músicas velhas, enquanto faço pequenos […]

2

“Tente passar pelo que estou passando  Tente apagar este teu novo engano” (Pérola Negra – Luiz Melodia) Por vários fatores da minha vida pessoal, estou longe desse espaço, algumas vezes com saudades, na maioria das delas, com total indiferença. Obviamente as mudanças impostas pela realidade do país que tiveram consequência […]

Arquivos