“Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelas Da força da grana que ergue e destrói coisas belas Da feia fumaça que sobe, apagando as estrelas” (Sampa – Caetano Veloso/Elvira Perpinya Brull) Por uma razão incerta, o centro das cidades, as mais antigas principalmente, sempre me encantaram, até do medo […]