“O aço dos meus olhos E o fel das minhas palavras Acalmaram meu silêncio Mas deixaram suas marcas Se hoje sou deserto É que eu não sabia Que as flores com o tempo Perdem a força E a ventania vem mais forte” (Noturno – Fagner) O terrível desejo de escrever, […]

“Quem com sua pobreza está contente, é rico, muito rico; nas riquezas infinitas são como o frio inverno, para quem medo tem de ficar pobre” (Otelo, Shakespeare) O Calor recorde do hemisfério norte, no verão que está sendo conhecido como um dos mais quentes da história, com temperatura de 45º […]