Pixinguinha – Choro, Chorinho e Chorões.

O grande e genial Pixinguinha
O grande e genial Pixinguinha

 

Dia de São Jorge, dia Nacional do Choro, dia do mestre Pixinguinha. O Carioca, Alfredo da Rocha Vianna Filho, nasceu no dia 23 de abril de 1897,  foi de tudo na música, compositor, arrajandor, flautista( herdado do pai) e Saxofonista, mas principalmente o homem que pôs o Choro no centro das paixões e imortalizou , dando sua forma definitiva e refinada, muito próximo ao jazz, sem perder sua veia nacional.

Como 15 anos já tocava em bares da cidade e fez parte de importantes grupos musicais como Grupo Caxangá, conjunto Oito batutas, Diabios do Céu, além das orquestras com seu nome ou associado ao de Donga. Genial, compôs alguns dos clássicos mais gravados da música popular brasileira como “Carinhoso”,  “Rosa”, “Lamentos”, “1 x0”, “Sofres porque Queres”.

O Choro, Chorinho nos fez chorões, admiradores dos sons tão originais e tocantes, que nos emocionam, nos enchem de alegria e graça. Todas as gerações da MPB do século XX tinha em Pixinguinha um mestre, um visionário, que fazia músicas extraordinárias, além de um imenso talento como instumentista e arrajandor, um artista completo, que inspirou vários outros grandes compositores nacionais, como podemos ver no programa Ensaio em sua homenagem.

Nossa pequena homenagem é ouvi-lo, talvez apresentá-lo aos mais jovens.

Pixinguinha Carinhoso

Imagem de Amostra do You Tube

Pixinguinha – Rosa 

Imagem de Amostra do You Tube

Lamentos – Pixinguinha

Imagem de Amostra do You Tube

Ensaio | Pixinguinha

Imagem de Amostra do You Tube

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: