De Obama para Mr Rocha

5


Meus amigos recebi ontem via “Cable Memo” uma cartinha de Obama em resposta ao post/missiva “Fala que Te Escuto (by Obama) “. A tradução não é das melhores o Google Tradutor dificultou a leitura do meu post por ele e agora também acabou não me ajudando muito a entender o que o “Chefe” quis dizer. Com muito esforço passo a traduzir a mensagem do nosso “quase” amigo, Obama.

“Dear Mr Rocha,

É com prazer que recebi sua carta de ontem, pus uns 15 agentes apenas para que eles me explicassem cada item relatado, ou se havia algumas mensagens cifradas, ameaças à segurança do EUA, mas eles foram unânimes: Sua intenção não era belicosa, ao contrário, era bem simpática, amistosa, como deve ser de um povo como o Brasil. Agora passo a responder, suas demandas, tentando remediar ou contornar aqueles dissabores causados por nossa vigilância.

Primeiro é preciso que saiba que tudo isto não passa de um engano, não estamos de olho em vocês, não todos apenas alguns, nosso objetivo é a segurança da América, que ela seja livre, sem ameaça terrorista, além de ter a certeza, por exemplo, que o seu Petróleo, “É nosso”. As nossas intenções são as melhores, leia o que diz o Professor Hariovaldo, ou a Miriam, Sardenberg, Waak, nossos “homens de bens” que representam os interesses comuns. É evidente que precisamos Escutar vocês, senão como saberemos como atendê-los.

Quanto aos seus percalços, conversei com nossos comedores de Donuts, prometemos não gravar tudo sobre o que você e outros fazem, assim voltamos à paz social, senão vejamos: 

  1. Quando alguém disser que é um “segredo, vou contar só para você”, alteramos o software de monitoração e ele passa a ignorar o papo, assim você se sentirá “importante” com seu amigo, mas aviso por SMS se este amigo já contou para mais amigos o tal segredo, combinado?
  2. Toda vez que vocês tiver elogiando esposa(marido), namorada(o), amigos(as), faremos com que eles recebam automaticamente cópia da mensagem ou trechos das conversas, percebeu que maravilha?
  3. Falar mal do chefe é complicado mesmo, até os comedores de rosquinhas aqui, vivem falando mal de mim, o que podemos fazer é mandar cópia de elogios a eles, nem divulgamos as fofocas;
  4. “Ah, que coisa velha “Rádio Peão”, inovem “internet peão” Whats app peão”, foi muito difícil até entender aqui do que se tratava, não podemos fazer nada, atualizem o software das conversar, futuramente não atrapalharemos mais;
  5. Amigo e para entender o que era uma “Cagada Cultural”? Colocamos no Google, aí vinha como resposta: Lobão, Jô Soares, Mainardi, Tio Rei, Jabour. Confesso, esta carta demorou a sair por não sabermos do que se tratava. Depois de muito esforço, ligamos para FHC, ele se assumiu como a “Cagada”, aí entendemos de que se tratava de Merda mesmo. Decidimos não mais monitorar em banheiros, fiquem à vontade, mas sem pum alto, ok?

Espero que, assim, possamos voltar às boas relações, já prometemos à Presidenta Dilma que mandaremos uma equipe de especialistas para esclarecer todo este mal entendido. Eles vão explicar que nosso programa “Fala que te Escuto” é fundamental para nosso país entender o seu, assim podemos atender aos seus desejos, claro, desde que coincida com os nossos.

Atenciosamente,

Barack Obama

PS: Beijos para Mara, Letícia e Luana, elas estão gostando das férias em Fortaleza?  Ops foi mal, não era para revelar. Mi e as meninas mandam recomendações.

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

5 thoughts on “De Obama para Mr Rocha

Deixe uma resposta

Next Post

Na Natureza Selvagem - O Perdão.

seg jul 15 , 2013
Share this on WhatsApp   “A Felicidade só é real quando compartilhada”  (Jon Krakauer apud  Christopher McCandless – Into the Wild)   Estava procurando escrever sobre o perdão e o não perdão, que nos persegue por toda nossa vida, formalmente perdoamos a tudo e a todos, porém, intimamente, não nos deixamos experimentar […]
%d blogueiros gostam disto: