The Rolling Stones – Dinossauros na Terra

1

 

No momento há uma especulação de que os velhos dinossauros do Rock, The Rolling Stones, estão se preparando para uma turnê em 2013, lembramos como eles foram e são importantes na cena musical. A incrível longevidade, com 50 anos de carreira, com todo peso que carrega, sem dúvida, é um marco histórico, pois mantém uma vitalidade e a explosão que muitas bandas jovens não têm. Na música da Sexta, lógico, os velho dinossauros caminhando pela terra.

Sempre me mantive um pouco distante, sem jamais ignorar, o trabalho do The Rolling Stones, o grupo mais fixo é formado por Mick Jagger e Keith Richards(desde o início)  e por Charlie Watts e Ron Woods(desde 1974), com Bill Wyman – baixo (1962–1993). Cantam e espalham a alegria e grandes hits pelo mundo. Uma coleção de grandes sucessos, polêmicas, brigas e acertos, mas sempre quando se acha que já eram, eles voltam.

A banda é de rock, mas com grande influência do Blues e Jazz, esta fusão e o talento de cada um destes dinossauros, tornaram a uma das mais importante banda da história do rock, conversando aqui no trabalho, os mais velhos, na faixa dos 50, lembram dos hits anos 60/70. Os da faixa dos 35 anos, lembram dos anos 90, e os mais jovens ouvem os shows  e turnês dos 2000. Ou seja, tem para toda as épocas, difícil se manter indiferente aos monstros do rock.

Vou mandar algumas de que tanto gosto, começando por Angie, que foi a primeira música deles que conheci e me encantei, uma balada sensacional.

The Rolling Stones – Angie

The Rolling Stones – Like A Rolling Stone

 

The Rolling Stones : Sympathy For The Devil

 

Wild Horses – The Rolling Stones

 

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

One thought on “The Rolling Stones – Dinossauros na Terra

Deixe uma resposta

Next Post

Chipre 1 x 1 Troika - Gol Contra

seg mar 25 , 2013
Share this on WhatsApp       Depois de demonstração de firmeza, inédita, diante da Troika, o Ministro das Finanças de Chipre,  Michael Sarris,  acabou fazendo um gol contra, cedendo empate a esta épica partida. Aceitou um acordo, menos ruim do que o anterior, mas muito lesivo ao seu país, tudo […]
%d blogueiros gostam disto: