Procurando o Chão

#VaiCorinthians - Hoje e Sempre - me motiva

 

Retomada do blog está sendo dolorosa, cheia de preguiça, o corpo cansado dos quatro intensos dias, desde a saída atabalhoada de São Paulo, na sexta. Os corridos dias do fim de semana em Fortaleza, com muitas festas e encontros emocionados com minha família. A cabeça ainda não desceu do avião, um sono enorme, olhos inchados, não lembro de ter vertido tantas lágrimas como nestes dias. O prazer de ver cada um daqueles irmãos, tios, primos, sobrinhos, festejar e celebrar estes encontros. Confesso, não foi fácil.

 

O dia cheio de trabalho ajudou passar mais rápido, ouvir minha lista de músicas também.Tentando repensar a vida como um todo,  pois minha cabeça não está aqui, continuo longe, reconstruindo a ordem da vida. Estes momentos de distanciamentos, dispersivos, acabam por paralisar as ideias, seca a inspiração, tudo parece mais difícil, escrever se torna dor, lutando para vencer o bloqueio, seguir em frente, mais uma vez fico procurando uma palavra, um fio de ideia, uma conversa, algo que justifique continuar aqui.

 

Outra coisa certa, que trouxe de lá, foi escrever alguns causos que meu pai conta, a questão é que o regionalismo atrapalharia o entendimento. Pensei em gravar algumas daquelas história e chistes que só ele é capaz de contar, que faz todo sentido dita por ele. São engraçadíssimos, mesmo ouvindo dezenas de vezes, continuo rindo, até da forma dele falar, seu humor e língua ferina, um troll de matar o Lufeba de inveja. Um dia, ainda vou promover o encontro destas figuras encantadoras.

 

Comprei as revistas dedicadas ao Corinthians, Campeão invicto da Libertadores, vou recomeçar por aqui, lendo-as, talvez, volte a fazer sentido as coisas aqui, acorde do fim de semana e partamos para luta. As belas fotos, a lembrança deste jogos que já se tornaram clássicos para sempre, algumas partidas serão lembradas por longos anos, entrando na galeria de inesquecíveis, a exemplo do que foi Corinthians 1 x o Ponte Preta, em 13 de outubro de 1977. Sem dúvida, os jogos contra o Boca Jr farão parte de nossa eterna memória. Acho que irei ao museu da sede do Corinthians, recarrega minha fé e crença em São Paulo.

 

E vocês, meus amigos, que frequentam este espaço, já sabem, vão me aturar um pouco mais, quem sabe em mais uns dois dias volte ao “normal”.  Depois encontro o chão, paro de cair, passarei a correr, como sempre, rumo ao sol. Estes dois vídeos são espetaculares, um motivacional e o outro dos bastidores da final são emocionantes demais.

 

Motivação para Final

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Bastidores de Corinthians 2 x o Boca Jr

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

 

 

0 thoughts on “Procurando o Chão”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: