“Na minha desventura, contemplo um mar tão vasto de infortúnios, que nunca poderei salvar-me a nado, nem ao menos vencer esta vaga fatal que ora me assalta” (Hipólito – Eurípedes) O filho da musa Calíope, Orfeu, de bela voz, foi ao mundo dos mortos, o Hades, atrás de Eurídice, sua […]

1

  “You believed in their stories of fame, fortune and glory.  Now you’re lost in a haze of alcohol soft middle age  The pie in the sky turned out to be miles too high.  And you hide, hide, hide,  Behind brown and mild eyes” (Paranoid eyes – Pink Floyd) Parece […]

4

“Purifica tua mente e teu corpo estará curado”. (Gravada em Epidauro no templo de Asclépio) É mais ou menos assim, se houve uma vida anterior, já vim com defeito de DNA, a chatice é uma característica, talvez hereditária, mas não sei se veio dos meus velhos, que, apesar de sermos […]

1

“Sabes que é sorte comum _ tudo que vive morre, Atravessando a vida para a eternidade”. (Hamlet, William Shakespeare) Ora, Hamlet, diz que a morte é o “país não descoberto, de cujos confins, jamais voltou nenhum viajante”, no Ato III, o que nos parece uma flagrante contradição com o Ato […]

“Amanhã, e amanhã, e amanhã Arrastam-se nesse passo miúdo dia após dia Para a última sílaba do tempo narrado; A nós tolos, todos esses ontens iluminaram O caminho para o pó da morte. Apaga, apaga, lume passageiro” (Macbeth – WS) O que a vida reserva a cada um de nós? […]

3

“A felicidade corre sem parar Bela é uma cidade velha” (Frenesi – Petrucio Maia, Fausto Nilo e Ferreirinha) As redes sociais criaram uma superabundância de textos, ou textões, sem entrar no mérito deles, nem na qualidade, nem mesmo a quantidade de repetições/plágios. O que nos perguntamos é se vale continuar […]

“Hermes, tua mais agradável tarefa é ser o companheiro do homem; ouves a quem estimas”. (Ilíada – Homero) Há segredos próprios que não contamos para nós mesmos, aqueles em que nossas mentes teimam em nos contar, mas a racionalidade, a moral social vigente impede de que se possa verbalizar. A […]

“A infâmia sempre reaparece ao olhar humano, Mesmo que a afoguem no fundo do oceano” (Hamlet  – W. Shakespeare) As maiores incertezas voltaram a dominar a cena, nenhuma afirmação positiva aparece no horizonte, a espiral é de queda, é preciso consciência e espírito forte para enfrentar as pedradas e flechadas […]

“E, presságio fatal então colhendo, Deram-me de Pecado o triste nome: Habituados porém a ouvir-me, a ver-me, De mim gostaram; conquistei ovante Com minhas graças os contrários todos” (Paraíso Perdido – John Milton) Aqui jaz, não alguém ou ninguém, apenas ideia de uma vaidade intelectual que foi atropelada realidade. Aquele […]

“Deus me acuda! A arte é longa, a vida breve.” (Fausto- Goethe) Reli uma velha crônica que escrevi, Finitudes , com o patético pedido de que algumas canções ou livros, nunca terminasse. O luto, a sensação de perda, ao terminar uma obra, muitas é devassador, produzindo em mim, ou é nós, […]

1

“Tenho algumas feridas pelo corpo, que me doem, quando são relembradas” (Coriolano – W. Shakespeare) Sou teimoso, muito mesmo, não desisto fácil de alguma em que acredito. Admito que isso é um terrível defeito, a maioria detesta pessoas como esse tipo de perfil, paciência, no “meio do caminho da vida”, […]

  “Espíritos, que por artes minhas, Chamei dos seus refúgios para darem vida Às minhas fantasias”. (A Tempestade – W. Shakespeare) Quanto nos doamos a qualquer coisa na vida, mais do que 3/4? Quantas vezes já vivemos 3/4, no calendário da nossa existência? É uma porção perfeita ou uma data? […]