Fascismo: A ameaça aos servidores da Anvisa


A ameaça aos servidores da Anvisa é um alerta sobre o fascismo.

Essa ameaça aos servidores da Anvisa é fascismo na veia, a versão bolsonarista dele, que se consagra nessa loucura de ações autoritárias contra a Anvisa, como antes atacaram os cientistas, o SUS.

As vacinas e a vacinação que salvam milhões de vidas viraram alvo desses grupos neofascistas no mundo e no Brasil, boa parte deles são fundamentalistas religiosos, exploram a fé alheia, transformando-a em força política, uma espécie de volta à idade média, daqui a pouco proporão uma nova inquisição.

O risco de ruptura Institucional no Brasil é permanente, desde a vitória de Bolsonaro, não se pode secundarizar a tragédia, quer seja com o Bolsonaro, ou com o Moro, ambos são iguais, os gêmeos siameses da extrema-direita radical, a dupla é a cara do autoritarismo que ameaça a Democracia brasileira.

A responsabilidade das forças de esquerda e democráticas é imensa, gestar um programa mínimo,  de transição, para tirar o pais das trevas, do obscurantismo, salvar da fome e da miséria, reconstruir a Democracia e as liberdades, barrar as forças autoritárias.

Nesse sentido, as alianças de todos contra o neofascismo, o autoritarismo virou a maior tarefa, não se pode subestimar a extrema-direita e por os desejos ideológicos à frente da dura realidade em que o Brasil mergulhou.

Tem como vencer essa guerra sem uma ampla aliança? Sem Lula e Alckmin, por exemplo? Sem união de vários partidos, entidades, instituições, pessoas. É romper com a lógica dos últimos anos, inclusive, dos que apoiaram a aventura golpista, não podemos esquecer, mas essa não é a premissa.

A premissa é que o país está destruído, ou vamos esperar mais nomeações ao STF? Em 4 anos não sobraria nem 3 ministros não fundamentalistas, apenas para lembrar o tamanho do rombo.

É isso, o resto é a barbárie!

 Save as PDF

Deixe uma resposta

Related Post

%d blogueiros gostam disto: