Estude o livro do rosto de Páris, Escrito pela pena da beleza. Repare na harmonia das feições, Pois cada uma embeleza a outra; E se algo fica obscuro no volume, As notas no olhar aclaram tudo. Esse livro do amor, com as folhas soltas, Pra perfeição precisa só de capa. […]

Arquivos