#Leucemia: 10 Anos depois – Hora de Renascer.

Lê e Eu no Hospital Santa Catarina, sorridente depois de mais uma sessão de quimioterapia. Ela era de outro mundo.

“O que foi, torna a ser. O que é, perde existência.
O palpável é nada. O nada assume essência”. (Fausto – Goethe)

Há dez anos minha vida mudou radicalmente, estava próximo dos meus quase 41 anos de vida, até ali nada de tão grave tinha acontecido, entre altos e baixos, era quase um sonho, daquele dia em diante, nada mais se assemelha.

Acordei naquele dia estranho, 11 de junho de 2010, uma sexta-feira, tomei café e rapidamente saí de casa, deixei a Letícia no colégio Rosário, segui para o trabalho, a expectativa daquele dia seria a abertura da copa do mundo de futebol na África do Sul.

Ao meio dia soube que a Letícia não estava bem, depois de uns 20 dias, em que algumas madrugadas ela acordava chorando com dores lancinantes, por horas a fio ficava no meu colo, não tinha analgésico que ajudasse a  passar as dores, ela soluçava até desmaiar de cansaço, não parecia algo bom.

Naquele dia resolvemos levá-la ao Hospital Santa Catarina, voltei do trabalho, ela ainda estava lá. Umas 19 horas, a notícia que mudou minha vida para sempre, o diagnóstico de Leucemia.

Ouço no celular, nem sei o que dizer, as lágrimas começam a correr, a voz embargada, mas a consigo dizer, ela vai vencer, nada nos abalaria, nem sabia o que estava dizendo. Leia aqui: #Leucemia : Quando ela bate na sua porta!  Foram duas recidivas, 8 induções, mais 160 sessões de quimioterapia, que valentia e coragem, inspiradora a sua conduta estoica e de sorriso nos lábios.

Nesses dez anos, esse blog, foi o local de desabafo, de contar alegrias, tristezas e da tragédia que nos fez perder Letícia, talvez vire um livro em sua homenagem, DIÁRIO DE REDENÇÃO, as reflexões que compartilhei, trajetória, luta e glória.

Dez anos significa 20% do que já vivi, no auge de minha capacidade física e intelectual, tudo valeu a pena, tudo ficará marcado, nada esquecido.

A hora é de renascer de seguir em frente, olhar os anos que virão, a vida é breve, nosso tempo, no tempo da história, é uma fração de um nada.

Que sejam bem vividos, os anos vindouros.

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

Deixe uma resposta

Next Post

I-Humanos - Um Ser Plugado e Virtual

sex jun 12 , 2020
Share this on WhatsApp “Ressoe no porvir que inumeráveis, Sem êxito nenhum, travamos guerra” (Ilíada, Livro II – Homero) As relações humanas, de todos os tipos, se revestem quase sempre de uma ampla camada de complexidade, que nem sempre se consegue qualificar de forma simples, pois, internamente, são construídas por […]

You May Like

%d blogueiros gostam disto: