A Odiosa Segunda-Feira

 

 

 

“Monday has come around again

I’m in the same old place

With the same old faces always watching me

Who knows how long I’ll have to stay

Could be a hundred years

Of sweat and tears

At the rate that I get paid

 

Sometimes I slowly drift away

From all the dull routine” 

(From Now On – Supertramp)

Realmente não sei quanto a vocês, meus amigos, mas a segunda é uma dificuldade extrema de digerir, é aquele dia que desde domingo já começa a te deixar inquieto, qualquer coisa de ontem embrulha seu estômago e cabeça não isola, gruda ali. Se seu time perde, você pensa, como enfrentar as gozações? Como fingir que nada aconteceu ontem, por aí vai o resto do domingo. Aí não sei o que é pior ouvir a voz do Faustão ou a musiquinha do Fantástico? Intervalo de jogo mudo de canal, se tiver na Globo.

A preparação para amanhecer segunda é tortuosa, não sei, ou sei, mas é comum acordar várias vezes na madrugada, achando que perdeu a hora ou o despertador te enganou, não é TOC, é real, você dorme e acorda, acorda e dorme, o corpo e a mente não descansam, um sabota o outro. Raramente tenho insônia, durmo bem, mas domingo para segunda é batata pensar coisas ruins, é involuntário, aquela preocupação última, se manifestará aos 49 do segundo do jogo que seu time venceu, mas você acaba lembrando dela, na madrugada ela vem te perturbar.

É meus leitores, não é fácil, até o blog aparece nos seus pensamentos, ruins, claro, no domingo você sente falta de não ter escrito no fim de semana( quase sempre só escrevo na semana), começa a pensar no que escreverá na segunda, quais temas nos reserva, muitas vezes é uma solução, estes pensamentos, outras uma clara tortura, pois eles se misturam com a imagem do gol perdido do seus time, ou o gol levado. Você muda a rotina, pensa nos filhos, do fez ou não no domingo, na esposa ou namorada, dá-lhe sono mal dormido.

A segunda-feira pinta no amanhecer, quente ou fria, sempre será mais quente ou mais fria, não importa que seja igual, seus sentidos já entram em conflito com ela. Você chega no trabalho e a sensação de que haverá um milhão de tarefas ou apenas uma, mas que terá alta cobrança. O dia não anda, o relógio, já aboli o uso tem uns 20 anos, mas o do computador/celular denunciam que o dia não vai passar, tenta esquecer, pois o dia é mais longo dos que os outros 7 da semana. O almoço é ruim, mesmo em restaurante bom, afinal o cozinheiro também teve suas angústias noturnas e amanheceu não muito inspirado, esquece ingredientes, nem gosto teve para provar, acostume-se.

As manchetes da segunda são carregadas de desespero e pessimismo, é o dia reservado para as piores notícias, ou a cara de alegria do time adversário ou a matéria do seus inimigos políticos, na segunda eles estarão lá, nem passe pela banca, se seu time perdeu. Nem adianta pensar que não, o jornal vai te deixar mais contrariado, os portais também, afinal dia de notícia ruim é hoje mesmo, quanto mais carregada, mais venda ou audiência. Por mais que se tente, as letras grandes da manchete vão grudar na sua cabeça, para que não esqueça, que dia é.

Depois de tudo isto, apenas a música ou filme pode nos salvar, será? tentemos.

From Now On – Supertramp

Imagem de Amostra do You Tube

 

2 thoughts on “A Odiosa Segunda-Feira”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: