O Poeta do Amor – Vinicius de Moraes

 

Os geniais Vinicius e Tom

 

“De  todos nós(poeta), Vinicius foi o único que viveu como Poeta” ( Carlos Drummond de Andrade)

 

Impressionante como um dia (19/10/1913 – Jamais Morreu) apareceu e cresceu um Poeta, um Dionísio, ali na Gávea, no mais brasileiro de todos os lugares do Brasil, o Rio de Janeiro. Assim como Públio Ovídio, se dedicou a escrever e cantar o amor e a poesia, que nos redime e nos lembra: Somos Humanos, viemos com uma missão especial ao mundo, a terra, viemos Amar. Apenas o poeta consegue nos lembrar desta grandiosa missão, que abandonamos a todo momento, a qualquer dificuldade da vida.

 

A poesia brotou cedo, nosso deus/poeta do vinho e do mel, tem uma trajetória única, Advogado, Diplomata, mas os versos, sempre falou mais alto na mente e coração, depois o corpo e alma  o fizeram se dedicar completamente a sua missão, transformar em lirismo o Amor. Uma virada completa, o abandono da gravata, do terno e o risco de viver da doce “malandragem”, um espanto para época. O mundo finalmente resgatou o Dionísio, assim se tornou mais belo, louco e alegre, como é próprio do Ditirambo.

 

A vasta obra de Vinicius e seus amores, teve início no momento mágico do Rio de Janeiro, dos anos 50, com o encontro dos geniais Tom Jobim, João Gilberto, os pais daquilo que virou a Bossa Nova. O inquieto poeta e  a necessidade de conhecer o novo o levaria aos braços dos jovens Baden Powell e sua descoberta da artes mágicas da Bahia. As parcerias com Carlos Lyra e Toquinho completam um panorama de tanta riqueza cultural e sons. Chico Buarque, Pixinguinha e quem se  aproximasse mais teria um verso e uma música, era uma profusão criativa de espantar.

 

As letras, as músicas, a bela voz, seus homéricos e conhecidos porres criativos. As várias mulheres com quem amava e casava, numa competição com Pablo Picasso, era sua eterna fonte de inspiração e inquietude. Segue em 5 blocos o espetacular “Mosaicos – A Arte de Vinicius de Moraes”, programa produzido pela TV Cultura em 2009, faz um panorama destes parceiros e suas lindas histórias com o poeta. Recomendo também o documentário mais longo sobre Vinicius

 

De difícil demais escolher uma música, são pelo menos duas ou três dezenas de clássicos, mas como hoje é sexta escolho duas tanto que mais me aprazem.

 

 

Samba de Bênção – Vinicius de Moraes e Toquinho

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Pela Luz dos Olhos Teus – Vinicius de Morais

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

 

Vinicius de Moraes – Parte 1/5

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Vinicius de Moraes – Parte 2/5

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Vinicius de Moraes – Parte 3/5

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Vinicius de Moraes – Parte 4/5

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Vinicius de Moraes – Parte 5/5

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

Vinicius de Moraes – Documentário completo

 

Imagem de Amostra do You Tube

0 thoughts on “O Poeta do Amor – Vinicius de Moraes”

  1. Maravilhoso!Vinicius é único e você so pode ser a reencarnação de um grande escritor.
    A certeza que tenho é que o AMOR, não morre, jamais.
    BJ.

  2. Uma vez pedi singelamente que colocasse umas músicas para os finais de tarde das sextas-feiras, e de repente você chega logo com um monte de algumas das mais belas do Vinícius… Caraca!!!

  3. Vinícius é o poeta da minha família! Meu filho se chama Vinícius por causa dele! Sua obra sempre nos inspirou em muitos momentos! Vinícius velho e novo Saravá!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: