Da Arte de Blogar – Roteiro

 

Navegar, iluminar

 

Os que me acompanham a mais tempo sabem exatamente como sou, tanto no blog, como também nas redes sociais: briguento, chorão, reclamador, mas coerente com o que escrevo e penso. Tranquilamente, notaram que não sou de alterações radicais de pensamento, amizades, referências, é verdade que aos poucos vamos nos revelando, talvez algumas facetas surpreendam, mas no geral, não sou de “causar”.  Outro aspecto, marcante, não sou de me alinhar com determinadas figuras, principalmente as que demonstram incoerência ou falta de lealdade nos embates.

 

Admito, sou sectário, busco fugir de qualquer personalidade que não alternar demais de posições ou humor, mais ainda, não me associo de forma alguma a eles, mesmo que estejam defendendo algo que concorde, temo que mudem, como na maioria das vezes o fazem. Sou muito “básico”, talvez “bronco”, mas prefiro esta segura distância, até isolamento, do seguir as correntes ou movimentos, que penso ser apenas modismo, ou, na maioria das vezes, mero oportunismo, como defesa de causas que não lhes dizem respeito, mas para “ter” posição, ou aparecer bem no lance, aderem.

 

Este blog se alimenta de muitas e variadas fontes, desde que seja bem explicada, pela minha linha de pensar, a que serve cada citação, nada é gratuito, por exemplo, ao transcrever parte de texto ou artigo de jornais ou revistas, não entra à toa, elas embasam ou servem de contraponto ao que penso. Aqui você não verá o copiar/colar que tanto mal faz à vida inteligente de um blog, deixando claro que é apenas como concebo esta arte; ou se cria, ou recria, não se copia, pois assim nada acrescentaria. Pois este blog é de formulação, pode ser pobre, mas é original, prometo melhorar sempre, mas sem qualquer artifício de que não venha de mim.

 

Sobre a questão de blog e blogueiro fiz alguns posts clarificando minhas posições e defesas da arte de blogar, que podem ser lidas aqui:

  1. Blogueiro:Pequeno Ditador?
  2. As dores e prazeres de blogar
  3. A encruzilhada dos blogs
  4. Dos Blogs
  5. Dos Blogs II

 

 

Bem, isto aqui não é manifesto, apenas ajuste de conduta e reafirmação de posição, que, de vez em quando, se faz necessário, principalmente aos que agora acessam este espaço, ou mesmo aos mais antigos, é a certeza que o compromisso que assumi, continua de pé, escrever sempre, mas com coerência, respeito pelos que me seguem,  que saibam que aqui encontram notícias novas ou velhas mas vestidas com nova roupagem, com análises, que pode agregar algo diferente do que antes existia.

 

Os temas foram se espalhando, alguns vieram para ficar outros tiveram uma importância em determinada época ou momento, mas que a chama não se apagará, certo que voltarei a eles, no momento certo. O fio condutor geral continua a ser a política, mas nunca se limitou a ela, ou que seja vinculada a um projeto imediato, provisório, conjuntural. Procuro ir um pouco além, ajudando a debater temas, posições políticas e ideológicas, ligadas à esquerda, a um corte bem definido, sendo, mais ainda aqui, coerente com estes ideais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: