Revista Época, até quando?

 

 

 

 

“Somos da mesma substância que os sonhos.”( A tempestade, ato IV,cena I)

 

Muitos companheiros ficaram admirados ou ofendidos com a Revista Época desta semana, que especula que Dilma está mal de saúde, por vias escusas conseguiram o prontuário médico dela, um crime é claro, que dificilmente terá qualquer desfecho, pois não faz parte da nossa tradição ir atrás deste tipo de ação ilegal e imoral.

Quem acompanha o que tenho escrito sabe que acho este tipo de matéria e campanha difamatória está dentro da normalidade,mesmo sendo estes ataques covardes vejo que são normais dentro da sujeira midiática, mas o que é anormal é a covardia do Governo em aceitar, ou fingir que não viu, esperar que caia no esquecimento.

Alguns tópicos para reflexão dentro deste processo político e de debate:

 

1)   Vencemos três  eleições CONTRA a mídia inteira, nos 8 anos Lula ele foi acossado por ela. O governo Dilma estar indo para o mesmo caminho, pergunta quando vamos dar um basta?

2)   Nada radical, apenas uma medida simples: Já que a mídia é a é OPOSIÇÃO sistemática e real ao governo e ao país, que ela viva sem verbas estatais e governamentais. Governo não pode temê-los, eles não têm votos;

3)   Até o fraco Governo Obama teve coragem de romper com Fox e identificá-la como órgão do Partido Republicanos, que o governo os trataria com Oposição. Qual a covardia aqui de romper com alguns aqui no Brasil? Cordialidade?

4)   É mais que provado que mídia brasileira é PSDB e este é mero correio de transmissão dela na arena política.Agem em sincronia. Um reverbera o outro, qual a dificuldade romper com eles?

5)   Um exemplo recente: na semana que PSDB fez sua propaganda eleitora em que focou na questão da Copa 2014 e dizia que não teria em estádio. Qual a  capa da Revista Veja? Maracanã só ficará pronto 2038…isto é o que? Com a palavra o TSE e MPE?tudo normal..

6)   Na campanha eleitoral Programa do Serra era turbinado pela grande mídia e vice-versa, já não passou da hora do PT deixar de ser covarde, medroso e romper;

 

 

Questão da Lei dos médios


 

Muitos companheiros ficam levantando lei de médios como a solução dos problemas de democracia na comunicações, sinto desapontá-los, não creio em nada disto por alguns fatos bem claros e por experiência de vida e militância:

1)   A chamada grande mídia “brasileira” nunca desembarcou das caravelas, é fato que ela vive não Europa medieval, como regular um troço deste? Ilusão demais;

2)   Mais ainda a regulamentação é conversa para boi dormir, ou vocês confiam em Anatel ? Anac?

3)   Como se iludir com uma mídia q não defende uma única bandeira democrática? Qualquer uma que seja, mesmo nos marcos do capital, eles não apoiam uma reforma se quer, foi assim que deram amplo apoio ao golpe militar e se opões ferozmente a todo movimento social organizado. Sempre denegriram a Cut, CPT e o MST, por exemplo;

4)   Houve uma piora acentuada com consolidação do pensamento único anos 90, depois de um breve momento tático que apoiram as diretas, a maioria era contra. Com a queda do muro e o advento do consenso de Washington acabou qualquer  possibilidade de diálogo democrático;

Cada dia precisamos mais de pensamento independente, livre de amarras, para democratizar o acesso e a luta direta dos trabalhadores, sem criar ilusões em leis ou organizações francamente anti-democráticas.

 

0 thoughts on “Revista Época, até quando?”

  1. Houve alguns avanços no governo Lula, mas tímidos. A distribuição de verbas para pequenas publicações foi um pequeno golpe para os grandes, mas como a ANJ reúne todos, o poder que a descentralização teria ficou anulado. A solução seria matar o monstro à míngua, mas a exemplo do caderninho da Carin, #totostreme! Uma pena termos que conviver com a péssima qualidade das grandes empresas de comunicação deste país que só prestam desserviço! e por sorte temos a blogosfera. A solução parece ser nos esforçarmos para ser mais ouvidos que eles!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: