Os personagens da fauna política se renovam, em particular na Europa, neste menos de um ano que acompanho com mais rigor a Crise 2.0, vários deles sumiram de cena,  alguns proeminentes, como : Berlusconi, Gordon Brown, Zapatero e agora sairá do palco, Sarkozy. Os últimos posts desta série foram […]

    No mês passado, escrevi (Crise 2.0: A Guilhotina)  sobre a queda em massa de vários governos europeus devido a Crise 2.0, assim descrito: “O ambiente da Crise 2.0 levou, em menos de dois anos, à guilhotina, apenas na Europa,  dez governos: Islândia, Irlanda, Grécia, Portugal, Reino Unido, Eslováquia, Romênia, Espanha, […]

    A analise proposta no Crise 2.0, é o resgate da forma clássica da Economia Política, mecanicamente separadas, para que escondesse a real força quando lidas jutas. As lições de Marx dão um panorama de como se deve analisar o mundo, tendo na economia o seu fundamento principal e […]

  O ambiente da Crise 2.0 levou, em menos de dois anos, à guilhotina, apenas na Europa,  dez governos: Islândia, Irlanda, Grécia, Portugal, Reino Unido, Eslováquia, Romênia, Espanha, Itália e Holanda. É uma verdadeira limpeza, não olhando se os governos são de Direita ou Esquerda, ninguém foi poupado, mas há uma […]

    Quem acompanha esta longa série da Crise 2.0, sabe do desprezo que tenho pelo Presidente francês Sarkozy, que no fundo não passa de um pau mandado da Chanceler Merkel. Em todos os momentos desta crise, Sarkozy é usado pela Alemanha como intermediário, às vezes porta-voz, de seus interesses, atrelou […]

      Em alguns artigos da série Crise 2.0 procurei retratar personagens decisivos neste momento de crise, claro que Merkel é a figura de proa da Europa, não apenas da Alemanha, várias vezes é citada e caracterizada como tal. Outro, que raramente esqueço, é Sarkhozy, o pequeno Presidente Francês, funcionando, […]

      A última semana foi cheia de novidades no mundo que se aprofunda mais na Crise 2. 0 os lances mais ousados foram sem dúvida os dos EUA que aproveitando a situação da Zona do Euro reinseriu o dólar como moeda de sustentação mundial, com dupla carga que […]

      Neste desenrolar da Crise 2. 0 muitas verdades inconfessáveis tornam-se publica, algumas inconfidências, que habitavam apenas as pequenas rodas, agora são ditas sem meias palavras. Deveríamos guardar em algum lugar uma série destas frases para nunca esquecermos, no futuro, como esta gente empolada, perde a compostura no […]

      “Inda enfim cá tornei. Visto quereres saber por mim o que lá vai no mundo, pronto; que antigamente (inda me lembra) gostavas de me ouvir. É só por isso que me tornas a ver entre esta súcia. Tem paciência! Eu, retóricas sublimes, é coisa que não gasto; […]