“Um espectro ronda os EUA – o espectro chinês” (parafraseando o Manifesto Comunista) Daqui há dois dias, mais uma eleição polarizada nos EUA, o mundo terá o desfecho dessa tragédia que ameaça a civilização como um todo e que nos condenará à barbárie. É muito difícil pensar de forma racional […]

“Quem sabe a morte, angústia de quem vive” (Soneto de Fidelidade – Vinicius de Moraes) As redes sociais viraram o grande obituário da humanidade nessa Pandemia do Covid-19, dia após dia, as mensagens de luto e despedida, é o que se tem mais visto, sofrido, em 2020, o ano da […]

A questão Huawei é o pano de fundo uma nova “guerra santa” dos EUA, agora contra a China e que embute uma lógica que pode definir o futuro da humanidade, tanto econômica e política; quanto cultural e de costumes. Todas as questões estão ligadas à tecnologia do futuro, no centro […]

“De todos faz covardes a consciência” (Hamlet – W Shakespeare) O que é a verdade factual? Talvez seja o maior problema que a humanidade enfrenta nessa época da comunicação em massa, em que todos e qualquer um “produz” uma notícia ou uma versão dela. A completa insegurança e incerteza para […]

“O drama da internet é que ela promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade” (Umberto Eco) O Brasil, aliás, o mundo, entrou na Era da Imbecilidade, é um contexto bem próprio, pois a popularização da internet, via celulares, deu voz aos seres mais abjetos que existiam dispersos, agora […]

“Perdida toda a sombra de esperança! Em vez de nós, expulsos, exilados, Criada já existe a prole humana, Prazer novo de Deus, e este amplo Mundo Para morada deleitosa dela” (Paraíso Perdido – John Milton) De alguma forma a humanidade sobreviveu de que foi expulsa do Paraíso pelo “pecado”, sendo […]

“Nobres, perdoai-me; mas preferiria ter de pensar de novo estas feridas a ouvir contar como cheguei a obtê-las” (Coriolano – William Shakespeare) O excelente filme polonês, Rede de Ódio, do diretor Jan Komasa, em exibição no Netflix, explica muito bem o funcionamento das redes sociais, da construção dos perfis fakes […]

  “Homo sum: nihil humani a me alienum puto” (Sou homem: nada do que é humano me é estranho)  (Publio Terêncio Afro) Calma, não estranhe o título. Hoje é fundamental agradecer ao GENOCIDA, pois, sem ele, uma enorme gama de pessoas, parentes, amigos, conhecidos, famosos, (sub) celebridades, jornalistas, colunistas, políticos […]

O Brasil entrou numa fase de grandes mutações políticas e institucionais, em particular depois de 2013, uma queda acentuada de direitos, de presença e importância mundial, culminando com a eleição de político de extrema-direita sem nenhum apreço à Democracia. Esse artigo se propõe a debater esse ciclo, o da Antipolítica. […]