Por que não se deve exigir a desistência de Ciro?


Ciro Gomes e os embates políticos

Primeiro ponto é de que não há certeza se a simples desistência de Ciro daria vitória ao Lula no primeiro turno. Apenas desconfio de que uma eventual desistência de Ciro Gomes, não será a garantia de que seus eleitores venham para o lado do Lula, nem no primeiro, nem num segundo turno.

É uma percepção política, sentimento por conversas com pessoas que votam em Ciro, mas não é uma avaliação balizada em pesquisas, análise mais cientificas dos atuais eleitores que dizem que votarão no candidato do PDT nas próximas eleições presidenciais.

Minha avaliação se dar pelo comportamento de Ciro, desde a sua abstenção de participar do segundo turno em 2018, sua ida a Paris ou Lisboa,  sua volta apenas na véspera da votação em que afirma ter votado em Haddad e logo em seguida berrar que “NUNCA mais votaria no PT”.

Nos últimos 4 anos, Ciro se dedicou a atacar Lula e o PT, com virulência e baixarias dignas de um bolsonarista, percebe-se claramente que mudou seu público, sua interlocução política, não mais com uma franja de esquerda,  não petista, vejo que seus eleitores que estavam à esquerda, já o abandonaram, lá 2018, outros depois por suas declarações raivosas e pouco equilibradas.

Nesse sentido, estimo que 2/3 dos apoiadores hoje do Ciro, não votariam em Lula, com uma verificação de informações mais científicas, números dissecados, devem concluir a mesma coisa.

Qual a melhor Tática para dialogar com Ciro e com seu eleitores?

Vale a pena provocar o “Cirão das Massas”? Essa é minha dúvida, quanto mais provocar a ira dele, mais raivoso Ciro fica e  se posiciona contra  Lula com mais virulência, ele vai bater no Lula com mais ódio, o que se ganha pedindo sua renúncia de candidatura?

Talvez o curso natural da campanha de Lula, os embates mais duros com Bolsonaro, os riscos de uma eventual vitória dele, poderá esvaziar a candidatura de Ciro, como aconteceu com a Marina, a madre Teresa do Acre Itaú SA, em 2018, que teve menos votos do que o Cabo Daciolo, por exemplo.

Seria esse o destino do Ciro?

Depende da Tática eleitoral que Lula tiver para atrair seus eleitores anti-bolsonaro, ára que percebam que estamos nos mesmo campo democrático, não um apelo de esquerda, pois esses eleitores já vieram ou virão, mas àqueles que, apesar de não quererem Bolsonaro, também não querem Lula.

Qualquer 1 ou 2%, fará uma enorme diferença, penso, por fim, que é errado bater em Ciro, exigir que votem em Lula, mas, sim, convidá-los ao debate e à reflexão sobre a importância de Lula vencer no primeiro turno.

É como penso!

 Save as PDF

Deixe uma resposta

Related Post

%d blogueiros gostam disto: