O momento do Blog

 

Estes dias a produção do blog ficou voltada quase que integralmente para análise da Crise 2.0, claro que justificado pelas notícias da Espanha, que sofreu um terremoto contínuo nos últimos 30 dias, balançou mais que vara verde, e finalmente quedou-se no sábado passado, com o “resgate” que não é “resgate”, mas que a levou-a a pior situação e descrédito internacional. Mas a dinâmica da Crise não mudou, agora ameaça de forma avassaladora a Itália, então meu pouco tempo tem sido de ler e analisar quase que hora a hora os desdobramentos da Crise.

 

Isto me afastou de outros temas, que me são caros. Mas espero retomar à medida que a questão da Crise seja totalmente explorada e analisada. Neste meio tempo fiz uma importante mudança no blog, talvez imperceptível, mas eficaz, pelo menos para mim, deixei de divulgar post a post nas redes sociais, o trabalho extra era desgastante, além de sentir uma certa rejeição aos links enviados. Então, salvam-se todos, os incomodados e amim, que me livro da obrigação de ter que enviar os tais links.

 

Fato que muitos deixaram de vir ao blog, mas aqueles que me liam, virão, assim espero. O que tenho feito é manter uma boa quantidade posts, trabalhando melhor os temas, dando chance de que tenham todo dia novas leituras, as mais variadas, todas produzidas por mim, sem precisar de terceiros, muitas vezes, publicados à revelia. Cada vez, me convenço de que blog é para apresentar o novo, apenas republicar não agrega valor. Quando o fizer, eventualmente, se for relevante, se justifica, mas não é o caminho para que se possa efetivamente ter alternativa à mídia tradicional.

 

O que tenho feito muito nestes dias, além de escrever bastante e refletir, é ouvir música, redescobrir jóias antigas, ou outras leituras de velhos e maravilhosos clássicos. É uma forma de relaxar, acalmar o espírito, abrir o cérebro para novas ideias, novos rumos, incrementar o blog com mais diversidade e cultura. Revelar o que faz a minha cabeça, sem me preocupar com patrulhas ou politicamente corretos, ouço o que quero, nem “toca a passarinha” o que venham a pensar de mim. Aliás, uma coisa que nestes últimos tempos me ensinou, vou abstrair de qualquer maledicência, simplesmente ignorar, relevar.

 

Este pequeno editorial é para certificar aos meus amigos, leitores, os rumos que estamos agora a trilhar, agradecendo sempre os comentários, as participações, vou fazendo conforme manda a cabeças, o tempo e a velocidade das mãos. Tenho muita vontade de escrever, fazer mais, mas nem sempre isto se transforma em artigos, outras condições acabam embargando os desejos. Então, assim vamos.

0 thoughts on “O momento do Blog”

  1. Arnobio, foi perceptível sim a mudança nas redes sociais… concordo que é cansativo e toma tempo… mas vale por algum período (não sempre).
    Quanto às análises, além de riquíssimas, necessárias para que pudéssemos refletir melhor sobre este fenômeno que não é exclusivo da Espanha, mas universal em diversos aspectos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: