As eleições francesas continuam provocando uma tsunami de notícias e, como antecipamos aqui no Crise 2.0, a simples vitória de um socialista balança o frágil equilíbrio, que na verdade era a total submissão dos demais países à Alemanha, contando com o essencial apoio para isto, justamente, do Presidente francês, Sarkozy. […]

  Por várias vezes, nesta série sobre a Crise 2.0, tratamos da questão do desemprego no mundo, em particular na Zona do Euro, seu aumento crescente, como parte do duro ajuste, ou melhor, da queima de forças produtivas, provocada pela imensa crise. Os dados estão em escalada crescente e assustadora, mês […]

    A construção desta série Crise 2.0 tenho prucurado, em regra,  sempre escrever meus posts integralmente, com raras exceções publico alguma matéria que não seja minha, pelo menos em boa parte dela, faço referência às fontes, citando parte de textos alheios, pois não foram feitas para este blog. Como […]

  O ambiente da Crise 2.0 levou, em menos de dois anos, à guilhotina, apenas na Europa,  dez governos: Islândia, Irlanda, Grécia, Portugal, Reino Unido, Eslováquia, Romênia, Espanha, Itália e Holanda. É uma verdadeira limpeza, não olhando se os governos são de Direita ou Esquerda, ninguém foi poupado, mas há uma […]

    É amigos, por mais que tente escapar da série Crise 2. 0, a conjuntura da crise volta a alamar, depois da Grécia, muitos achavam que a turbulência passaria( nós, não). A formação de cumulus nimbus na Espanha e agora na Itália, demonstra claramente que 2012 será de fortes emoções. […]

        Alguns amigos que leem esta série Crise 2. 0 reclamam de pouco falo sobre o Brasil, como se ele não fizesse parte do mundo em Crise. Em parte é verdade, realmente não falei do Brasil, muita vezes, para não entrar no oba-oba da disputa conjuntural e mais […]

  Conforme constatamos nesta série Crise 2. 0 o ápice do ciclo do Capital, nos EUA, foi em 2005, por volta de julho daquele ano, todas as forças produtivas tinham seu auge, o emprego era “pleno”, com 4,9% de desemprego, os salários em seu pico, mas principalmente o mercado imobiliário atingia […]

  Foto de Antonio Cruz/ABr   No post anterior,  Crise 2.0: Especulando com Trilhões, da série sobre a Crise 2.0 analisamos de forma detalhada os trilhões que inundam a Economia Mundial, na verdade sintetizei os últimos posts que tratam dos trilhões, para melhor debater a questão da intervenção do Estado na Economia […]

  (tagesschau – Der Spiegel ) Fugir de uma crítica moral é uma tarefa árdua nesta série sobre a Crise 2.0, mas cada novo lance que analisamos ou estudamos bate este sentimento, que o cinismo e a imoralidade é a regra das relações capitalistas, em particular no tratamento dado aos países […]

  (Reuters)   Devemos nos acostumar com os astronômicos números da Crise 2.0 , em novembro passado publiquei que em 2012 as principais economias mundiais precisariam de 10,3 Trilhões de Euros para refinancia suas dívidas, que este era o momento mais crítico, pois o capital em abundância tinha se esgotado.   […]

    “Tudo o que se procura, será descoberto;  e aquilo de que descuramos, nos escapa”. (Édipo Rei – Sófocles) O fim de ano se aproxima com ele o frio inverno europeu, o natal promete ser um dos mais tristes dos últimos trinta anos, as perspectivas futuras cada vez mais […]

  “A superprodução de capital se assemelha àquela doença que na medicina é denominada de pletora, uma produção crescente e descontrolada de sangue que não pode encontrar vazão nas limitadas veias e artérias do sistema circulatório do organismo humano. Mas as modernas crises de superprodução não são naturais, são históricas. […]