“O tempo que terei para agradar aos mortos, é bem mais longo do que consagrado aos vivos…hei de jazer eternamente!” (Sófocles) Estranhamente condenamos o Kapital pela apropriação de desejos e sentidos, a imposição de certo comportamento, padrão que bem nos lembrou o Coringa de Joaquim Phoenix: Sorria. Ora, é apenas […]

1

“Sabes que é sorte comum _ tudo que vive morre, Atravessando a vida para a eternidade”. (Hamlet, William Shakespeare) Ora, Hamlet, diz que a morte é o “país não descoberto, de cujos confins, jamais voltou nenhum viajante”, no Ato III, o que nos parece uma flagrante contradição com o Ato […]