“Vai-se-me em névoa o mundo. Emanações subtis que exalais, vem tornar-me aos anos juvenis. Que imagens que trazeis de dias tão risonhos!… Caras sombras! sois vós? aéreas como em sonhos?” (Fausto – Goethe) Ainda nos resta um último fôlego para aguentar um novo mergulho, nas águas turvas de um rio […]