#PT31Anos – Sem medo de ser feliz

Sinceramente não saberemos se aqueles caras que fundaram o PT naquele 10 de Fevereiro de1980 imaginavam a grandeza histórica do seu gesto. Hoje, passados 31 anos, a Estrela continua a brilhar no imaginário dos trabalhadores, dos excluídos como seu partido e sua esperança.Raramente na história política do Brasil um partido criando no seio da classe trabalhadora ultrapassou seu marcos e tornou-se o galvanizador dos sentimentos democráticos e populares.

Hoje é dia de comemorar um dos eventos mais importantes da democracia brasileira, noutra oportunidade esta trajetória deve ser melhor debatida, criticada, mas como homenagem a música e o momento histórico que mais me emocionou nestes 31 anos, acompanho como militante de esquerda, não filiado, desde 1983, sempre nos embates e nos acertos e desacertos com respeito e carinho pelos companheiros do PT.

Campanha de 1989

Imagem de Amostra do You Tube

e diplomação de Lula em 2002

Imagem de Amostra do You Tube

Parabéns e à luta companheiros, hoje e sempre…

admin

Nascido em Bela Cruz (Ceará- Brasil), moro em São Paulo (São Paulo - Brasil), Técnico em Telecomunicações e Advogado. Autor do Livro - Crise 2.0: A Taxa de Lucro Reloaded.

0 thoughts on “#PT31Anos – Sem medo de ser feliz

  1. Caro,
    Eu estava lá. Posso afirmar que, se a gente não tinha a dimensão do que o partido iria se tornar, ao menos a tinha a certeza q estávamos em um momento único da história política do Brasil. E muita, muita esperança mesmo. Esperança temperada com todos os temores. Porque sabíamos que a luta ia ser longa, e sofreriamos muitas derrotas. Trinta e um ano depois, a luta continua. E continuamos nela. E aproveito seu espaço para uma homenagem especial à minha mãe, Zilah, que com 84 anos continua nessa mesma luta.
    Grande abraço.

Deixe uma resposta

Next Post

A mais importante tarefa de cada militante

sex fev 11 , 2011
Share this on WhatsApp O que estava em jogo na última eleição presidencial era a possibilidade de avançarmos o debate político-ideológico, aproveitando a decadência das políticas neoliberais no mundo, mas que ainda resistem no Brasil num setor do centro-direita e com amplo apoio da imprensa local. Enquanto o mundo se […]
%d blogueiros gostam disto: