São 19 meses, mas meu coração parou às 13:41 daquele 18.11.18. Há um coração e um cérebro, paralelos, que me mantém vivo e respirando, uma vida que não é a mesma, uma realidade que me faz continuar, seguir, sabe-se lá para onde. Escrevo aqui para Letícia, para cantar seus feitos, […]