3

“Como estes crendeirões esperam sempre! Fossam na terra, à cata de um tesoiro, dão co’uma vil minhoca, e ficam pagos!” (Fausto – Goethe) A ruptura da conjuntura mundial não pode e nem deve ser atribuída como obra do acaso, ou apenas fruto do avanço da maciça propaganda ideológica do Kapital. […]