“Desta vez, osso de meus ossos e carne de minha carne, esta será chamada ‘mulher’, pois foi tirada do homem.” (Bereshit 2:23) Adão, o primeiro homem, nascido do barro e do sopro de D’Us, estava ali na reflexão do fim do dia, no Jardim do Éden, peladão, pois no princípio […]

“O que importa é que sem a ver o acrediteis, confesseis, afirmeis, jureis e defendais; quando não, entrareis comigo em batalha, gente descomunal e soberba” (D.Quixote – Miguel de Cervantes) É uma poesia e uma metáfora. Os níveis da consciência e do inconsciente que se cruzam numa moral cristã e […]

“Quando penso no teu rosto, fecho os olhos de saudade Tenho visto muita coisa, menos a felicidade Soltam-se meus dedos tristes Dos sonhos claros que invento Nem aquilo que imagino Já me dá contentamento” (Marcha – Cecília Meireles) Algumas leituras sombrias, talvez não sejam apropriadas ao período do ano, esse […]

“E, presságio fatal então colhendo, Deram-me de Pecado o triste nome: Habituados porém a ouvir-me, a ver-me, De mim gostaram; conquistei ovante Com minhas graças os contrários todos” (Paraíso Perdido – John Milton) Aqui jaz, não alguém ou ninguém, apenas ideia de uma vaidade intelectual que foi atropelada realidade. Aquele […]

“Do homem primeiro canta, empírea Musa, A rebeldia — e o fruto, que, vedado, Com seu mortal sabor nos trouxe ao Mundo A morte e todo o mal na perda do Éden” (Paraíso Perdido, John Milton) Por volta de outubro de 2015 escrevi o texto que volto a reproduzir com […]

2

“Do homem primeiro canta, empírea Musa, A rebeldia — e o fruto, que, vedado, Com seu mortal sabor nos trouxe ao Mundo A morte e todo o mal na perda do Éden” ( Paraíso Perdido, John Milton)   Ando tão desconfiado de tudo ultimamente, particularmente das pessoas que não têm […]