“vês ali, amigo Sancho Pança, onde se descobrem trinta ou mais desaforados gigantes, com quem penso fazer batalha, e tirar-lhes a todos as vidas, e com cujos despojos começaremos a enriquecer; que esta é boa guerra, e bom serviço faz a Deus quem tira tão má raça da face da terra” (D. […]

“From morning to night I stayed out of sight Didn’t recognize I’d become No more than alive I’d barely survive In a word… Overrun”  (Wearing the inside out – Pink Floyd) Por vias tortas, totalmente alheias ao que desejava na vida, em circunstâncias completamente terríveis, decidi sair por alguns dias […]

“Cada crise destrói regularmente não só uma grande massa de produtos fabricados como também uma grande parte das próprias forças produtivas já criadas. Uma epidemia, que em qualquer época teria parecido um paradoxo, desaba sobre a sociedade – a epidemia da superprodução. A sociedade vê-se subitamente reconduzida a um estado […]

“Hey, I felt the coldness of my winter I never thought it would ever go I cursed the gloom that set upon us, ‘pon us, ‘pon us, ‘pon us” (The Rain Song – Led Zeppelin)   Faz parte dessa quadrada em que vivemos, a impossibilidade de ter bom humor, menos […]

As Jornadas de Junho e o Giro à Direita do Brasil. “Não podem tuas armas fulgurantes, Mesmo feitas com têmpera celeste, Para ele constituir-te invulnerável: De fúteis esperanças não te iludas; A seu golpe mortal ninguém resiste, Ninguém…” (O Paraíso Perdido- John Milton) Houve uma guinada mundial à Direita, desde […]

1

“A fraternidade durou exatamente o mesmo tempo que o interesse da burguesia esteve irmanado com o interesse do proletariado” ( Marx, artigo na Neue Rheinische Zeitung, 29 de junho de 1848) O Centro da Luta de Classes no Brasil é a prisão de Lula. Qualquer coisa fora dessa visão, está […]

“A crise constitui sempre o ponto de partida de grandes investimentos novos e forma assim, do ponto de vista de toda a sociedade, com maior ou menos amplitude, nova base material para o novo ciclo de rotações” (Marx – O Capital – Vol III). Esse texto abaixo é de abril […]

2

“A fortuna troca muita vez as mãos à natureza. Formado para as serenas funções do capitalismo, tio Cosme não enriquecia no foro: ia comendo” (Dom Casmurro – Machado de Assis). A teimosia é algo fantástico, por mais dolorido que seja, voltar a bater nos velhos conceitos, mesmo sabendo que além […]

2

“Os homens e as coisas se destacam como gemas fulgurantes; o êxtase é o estado permanente da sociedade; mas estas revoluções têm vida curta; logo atingem o auge, e uma longa modorra se apodera da sociedade antes que esta tenha aprendido a assimilar serenamente os resultados de seu período de […]