A Queda Humilhante de Cunha

Por onde andam os milhões de Cunha?
Por onde andam os milhões de Cunha?

“Te perdoo porque choras
Quando eu choro de rir
Te perdoo
Por te trair” (Mil Perdões – Chico Buarque)

Apenas 13 dias depois da queda definitiva de Dilma, Cunha foi jogado ao mar, para ser devorado pelo tubarões. O Herói daquele povo verde-amarelo, com a camisa da CBF, na Paulista ou em Copacabana,  que era tratado como o “malvado favorito” , ou visto como sendo ” corrupto, mas é honrado”, estranhamente não se viu nas ruas os tais  “somos milhões de Cunha”, envergonhados, se esconderam de tamanha desgraça.

O trabalho sujo, de Cunha, foi fielmente cumprido, o pagamento político veio com a amplíssima traição: 450 votos, quase 90% dos votos, apenas 3% a favor ( 10 mais 9 abstenções) e 7% de covardes que sumiram do congresso para não votar contra e nem a favor. Mas o significado dessa jogada de alto risco, já analisamos anteriormente, na sua primeira queda, assim dito:

“Vejo que a queda de Eduardo Cunha vai bagunçar o parlamento brasileiro. É certo que a bancada formatada em seu nome, mais parecida com exército de mercenários, perdeu seu general. O que levará a se dissolver rapidamente, a bancada unida do Cunha, com cerca de 220 votos fiéis ruirá em breve, a ser confirmada seu afastamento completo”. (O Significado da Queda do Cunha, 05/maio/2016).

Disse mais, no mesmo texto, que “A dispersão desse poder especial será um duro golpe no golpista governo Temer, talvez a sangria só será estancada com a negociação de votos individualmente (Alguém lembrou de MENSALÃO? Então…), pauta a pauta, pois aquela enorme e coesa bancada, não existirá mais, o que deixará o futuro governo Temer num buraco. Sem o comandante Cunha, aquele em que Temer depositava “fé”, é provável que se estabelecerá o caos”.

Concluindo, ainda que, “As consequências serão funestas para o provável governo Temer-Serra, agora sem Cunha, o que se desenhava como um governo de extremo poder e força, talvez tenha sido abatido em pleno voo. Fora o desespero do medo causado por uma delação premiada a ser feita (ou não) por Cunha, pavor no meio político e no meio empresarial, especialmente na Globo, com seus laços antigos com ele. Caso o STF e câmara o punam, virará um cidadão comum, sem foro privilegiado, pronto para mofar na cadeia e os 184 anos de pena pedida pelo MPF”.

A derrota final de Cunha foi assustadora, esse homem foi o mais decisivo para subida do golpista Temer e seus aliados, abandono geral deixará muitos fios decapados,  senão vejamos, pensemos juntos, como ficarão:

  1. Temer sem seu mais fiel e decisivo aliado?
  2. A bancada evangélica sem seu líder?
  3. O vacilante PSDB,  sem quem possa fazer o trabalho sujo explicitamente?
  4. O juiz de curitiba sem a muleta na câmara? Vai ter que achar o endereço do herói da luta contra o PT?
  5. E os órfãos do MBL, Revolta On line, etc?
  6. Marta que fez questão de Cunha na sua filiação ao PMDB, como esconder a foto?

No fundo são todos ingratos, com essa figura heroica da política brasileira, a cara do congresso, da Globo e da mídia. Cassar Cunha é tentar livrar Temer da vergonha de ter dado um golpe. É buscar esconder a “arma do crime”, como se ninguém fosse culpado de nada, jogar sobre as costas dele toda a responsabilidade. Cunha cumpriu seu papel sórdido na crise, depois de abandonado, tentará a vingança? Delatará? Particularmente não acredito em nada disso.

Por fim, uma doce ironia, para esse novo País sem Corrupção, já que rasgaram a Constituição, suas garantias, será que pensam que, de repente, cassar Cunha, acham que vamos virar uma Noruega?

PS: A operação apaga imagens com Cunha anda nervosa nas redes sociais, nem Stalin contra Trotsky foi tão fundo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: