Ronaldo, meu ex-ídolo.

Ronaldo, o "puro", com o sócio J. Hawilla.
Ronaldo, o “puro”, com o sócio J. Hawilla.

Ronaldo, o maior craque que vi em campo, genial, mesmo com 20 kg acima do peso, conseguia fazer coisas inacreditáveis com a bola, momentos lindos no Pacaembu. Antes, já brilhara intensamente, em especial na Copa de 2002, em que foi o protagonista maior. Aqui, no Corinthians, aquele peso a mais, já deveria denunciar seu mau comportamento extracampo, sua pouca responsabilidade com quem lhe pagava, ou lhe era sócio.

Aposentado, era ídolo maior do futebol, abriu empresas de marketing e usou sua forte imagem para angariar negócios, o maior deles foi a Copa do Mundo no Brasil. Sua personalidade vacilante, idas e vindas, na preparação e durante a Copa do mundo no Brasil, já demonstrava seu oportunismo e falta de caráter , mas cegamente relevei, pois entendia que mesmo contraditório, a realização da Copa para o Brasil era mais importante que suas declarações canalhas.

Até seu apoio ao Aécio vi como natural, pois parece que sempre tiveram relações privadas com muita intimidade. Entretanto, a sua demagogia no meio dos golpistas, com camisa e presença (“A culpa não é minha, Votei no Aécio”) em atos covardes que pediam a ruptura da democracia no país. Ali, serviu para sentir nojo do homem político Ronaldo, do jogador, ainda não tinha esquecido como craque e gênio do gol, até então.

Porém, agora, veio o ápice de meu repúdio. Ronaldo, diz frase de impacto: “É revoltante a gente ver a administração do futebol brasileiro e mundial nessa crise corrupção”. Leiam que frase linda concordo 100%, deve muito honesto ser sócio de J. Hawilla, o homem que se declarou culpado ao FBI e teve que devolver 150 Milhões de dólares, além de “grampear” seus parceiros por dois anos como forma de colaboração com agência dos EUA.

Segundo o Jornal do Brasil, “Ronaldo criou um projeto de comunicação em 2002, para compra dos direitos de transmissão do Campeonato Espanhol pela Rede Bandeirantes, que teve a parceria com a Traffic, empresa envolvida nos escândalos de corrupção. Quem se pronunciou sobre o assunto foi Kleber Leite, que era vice-presidente da Traffic. A Kefler, empresa de Kleber Leite, também é alvo de investigação no caso.

Depois disso a Traffic e a 9ine entraram no mercado disputando projetos no ramo de marketing esportivo.

J. Hawilla, dono da Traffic, foi morar nos EUA em 2013, já com indicações para o NASL e conseguiu a direção de times de segunda divisão. Um ano depois, quem chega ao mercado do futebol americano? O Fenônemo. Nesta altura do campeonato, craque nos campos e nos negócios, tanto na 9nine como no Grupo WPP do Brasil. Ele negociou sociedade no Fort Lauderdale Strikers, que quatro meses antes era adquirido por empresários brasileiros da Traffic. Este mesmo grupo tem sociedade no Carolina Railhawks.

O executivo Aaron Davidson, ex-presidente dos Strikers e atual do Carolina e da Traffic nos EUA, também é um dos executivos da Fifa na lista divulgada pela Justiça americana”. 

Mas, ainda no Jornal do Brasil, Ronaldo solta mais pérolas: : “Futebol precisa de renovação no seu comando, nas suas federações. Nossa crise dentro de campo começa na administração do futebol. Acho que os políticos e administradores do futebol que forem pegos por corrupção têm de ser presos. Todo.” E completa a performance oportunista dizendo ainda, “Posso te dizer que o futebol precisa de gente honesta, gente querendo fazer o bem, gente querendo promover o futebol e cidadania”.

O cidadão clama pelas ruas contra corrupção dos OUTROS, é como aquela estória que diz que o ladrão é o primeiro quem grita: “pega o ladrão”, enquanto caminha com os bolsos cheios fruto de seus roubos.

Adeus, Ronaldo, até nunca mais.

PS: Aquela camisa do Corinthians com seu nome será transformada em pano de chão, pois nem um mendigo merece usar tal lixo.

One thought on “Ronaldo, meu ex-ídolo.”

  1. Não é só a do Ronaldo… aproveite o momento e transforme as outras, calça e camisas, em pano de chão, flanela… Recicle o lixo: a natureza agradece.. :)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: