PQPaulinho – A Poesia do Gol

 

PQPaulinho que Golaço – (Foto: Reuters)

Ano passado, jogo extremamente nervoso entre Corinthians e Vasco pela quartas de finais da Libertadores, aos 42 do segundo tempo, escanteio para o Corinthians pelo lado esquerdo, assim descrevi :

“Quase no fim do jogo, quando treinadores já pensavam quem cobraria os penais, um escanteio na esquerda do ataque corintiano, era bem o décimo no jogo que nada acontecia, jogadores literalmente esgotados. Alex vai para bola, cobra de curva rumo a marca do pênalti, que tira a possibilidade do goleiro cortar, uma subida gigantesca de Leandro Castan não chega na bola, mas a bola vem descendo, aí a beleza plástica: Paulinho pula alto, os músculos do atleta explodem na subida, ele gira bem o corpo, meneia a cabeça, acerta a bola, faz com que ela atinja o chão à 20 centímetros das mãos salvadoras do grande goleiro vascaíno, ela repica e encobre caprichosamente  os dedos do goleiro entrando com muita velocidade estufando às redes.

A poesia da cabeçada, perfeita, os movimentos nos ar, o capricho da bola tocar no chão no ponto exato que não dessem chances de defesas, vistas no vídeo não demora mais que 2 ou 3 segundos, é realmente genial, toda a jogada, fruto do treino à exaustão, a repetição, mas depois de toda adrenalina do jogo, a jogada ser executada faltando não mais 2 minutos do fim, é assombrosamente fantástica do lado corintiano e ao mesmo tempo trágica ao Vasco”.

Ontem estava num bar e no segundo escanteio pelo lado esquerdo, falei : “Paulinho fará o gol, como fez contra o Vasco”, disse ali quase no automático, ele fez.

A perfeição da curva da bola que Neymar cruzou tirou dos zagueiros do goleiro, encontrou um jogador especial e inteiro, atleticamente preparado para escorar com uma tranquilidade que parece fácil demais, mas que só os grande jogadores sabem fazer parecer simples, aquilo que é tão complicado para nós. O deslocamento de Paulinho é tão mínimo e tão exato que nos deixa bobo de ver o quanto ele subiu e cabeceia com o corpo quase ereto. A bola estufa a rede, o estádio explode, só me veio o PQP Paulinho!!!

Neymar, Paulinho e Fred são os melhores do Brasil nesta copa das confederações, por irônia, todos jogando no Brasil, que toda a mídia local considera decadente. Neymar o gênio da nova geração, craque completo, não vai à Europa para “evoluir” como dizem, mas, se tudo se confirmar para desfilar seu belíssimo futebol, mostrar que aqui ainda se forma grandes craques. Por seu lado, Paulinho, que ganhou tudo e mais um pouco no Corinthians se firmou como craque de um time de operários, dedicados, sendo ele o grande artífice do clube, vai para Europa e, espero, para brilhar mais ainda.

Por favor, Neymar e Paulinho, antes vençam que vier no domingo, pois será uma redenção ao futebol da seleção brasileira.

Brasil vs Uruguay 2-1 Copa Confederaciones 2013

Imagem de Amostra do You Tube

 

Gol – Corinthians 1 x 0 Vasco – Libertadores 2012 – 23/05/2012

Imagem de Amostra do You Tube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: