O Espetacular Homem-Aranha

 

Andrew Garfield - o Novo Homem-Aranha

Ontem fui ao cinema com minha pequena Luana, uma corrida, mas na segunda é sala vazia, mesmo o filme sendo o novo Homem-Aranha, que depois de ótimas adaptações anteriores com Tobey Maguire no papel principal, que rendeu três filmes, com humor e aventura. A mudança é total, em relação à outra série, é um retorno, que passarei a comentar, neste pequeno artigo, pois é um dos filmes bons destas férias de julho, como acompanho minhas filhas, vimos Era do Gelo 4, Valente e agora Homem-Aranha.

 

O herói nerd e azarado acompanho desde a década de 70, contei no post HQ Marvel,  com os gibis e o belo traço de Stan Lee, há em Peter Parker um que de Peter Pan, talvez não seja mero acaso o primeiro nome comum e o início do segundo nome igual. Além disto a orfandade, uma certa introspecção, que apenas quando o destino os prepara para outra vida. Peter é o mais humano destes heróis, duro, tem que trabalhar como freelancer para pagar os estudos, pois seus tios tutores são trabalhadores pobres. Então Peter tem que se virar, totalmente oposto, por exemplo, de Tony Stark que é bilionário e playboy. Mal o rapaz consegue pagar uma saída com a namorada.

 

Este sentimento de dureza e batalha me tornou seguidor de herói, e as versões anteriores curti tanto no cinema quanto em casa com os DVDs que assistimos em sequência. Agora a mudança foi mais radical, a estória é recontada desde o começo, o ator é mais jovem, Andrew Garfield, com jeito mais desengonçado, talvez mais próximo do desenho original, está ainda no ensino médio, algo como uma escola técnica. Os pais aparecem, Richard (Campbell Scott) e Mary (Embeth Davidtz), dando um início a um mistério que permanecerá no próximo filme. As pesquisas do pai de Peter, o levam às indústrias Oscorp, em que acidentalmente é infectado.

 

Elenco do Filme em evento de divulgação em NYC

 

O jovem estudioso, tímido, tem sua vida transformada por dois eventos em sequência, ao ser picado e depois pela morte do seu tio Ben, vivido pelo excelente Martin Sheen, seu tutor desde o desaparecimento dos seus pais. A víuva, tia May, a ótima Sally Field, passa a ver o sobrinho cada vez mais estranho, cheio de hematomas e sumido de casa. Peter Parker vira um caçador, procurando todo assaltante que tenha as características do assassino do tio. Neste meio tempo ele namora a bela Gwen Stacy (Emma Stone), filha do capitão George Stacy( Denis Leary).

 

O Lagarto, o monstro que vive no  Dr. Curt Connors (Rhys Ifans), ex-colega de pesquisa do pai de Peter, que estuda a recomposição de órgão, através de mapeamento/cruzamento genético entre espécies. Os limites entre ciência e ética é o debate de fundo, mas não totalmente esclarecido, é bom ficar no cinema até depois dos créditos finais, além de indicar o próximo filme, também esclarece algumas coisas do atual. O pesquisador, pressionado pelo magnata Norman Osbourne que tem uma doença degenerativa, perde controle de si e de sua produção científica.

 

As cenas são bem montadas, o diretor Marc Webber, que dirigiu a comédia romântica “500 dias com ela”, dosa bem os tempos de aventura, humor e sofrimento dos personagens, o filme é um bom recomeço, mais juvenil que os anteriores, mas com boas sacadas e soluções, uma boa diversão.

0 thoughts on “O Espetacular Homem-Aranha”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: